14°C
Erechim,RS
Previsão completa
0°C
Erechim,RS
Previsão completa

Publicidade

Mundo

Forte explosão na região portuária de Beirute deixa vários feridos

Impacto quebrou janelas e provocou desabamento de sacadas

teste
Impacto quebrou janelas e provocou desabamento de sacadas
Por Agência Brasil
Foto Reuters

Uma grande explosão atingiu a região portuária de Beirute, no Líbano nesta terça-feira (4), deixando muitas pessoas feridas ao provocar o desabamento de sacadas e quebrar janelas com seu forte impacto, disseram testemunhas da Reuters.

A agência de notícias estatal libanesa NNA e duas fontes da área de segurança disseram que a explosão ocorreu na área portuária, onde existem armazéns que abrigam explosivos. Não ficou claro de imediato o que causou a explosão ou que tipo de explosivos estavam nos armazéns.

"Vi uma bola de fogo e fumaça subindo sobre Beirute. Pessoas estavam gritando e correndo, sangrando. Sacadas foram arrancadas de edifícios. O vidro dos prédios se partiu e caiu nas ruas", disse uma testemunha da Reuters.

Segundo a emissora local LBC, o ministro da Saúde disse que havia um "número muito alto" de feridos e uma grande quantidade de danos. A emissora de televisão Al Mayadeen disse que centenas de pessoas ficaram feridas.

Outra testemunha da Reuters disse que viu uma fumaça cinza pesada perto da área do porto e depois ouviu uma explosão e viu chamas de fogo e fumaça preta: "Todas as janelas do centro da cidade estão quebradas e há feridos andando por aí. É um caos total."

Leia também

  • O beijo do Papa

    Quando vi a foto do Papa Francisco beijando a tatuagem no braço de Lidia Maksymowicz, me arrepiei e um filme passou por minha cabeça, reforçando - ao menos internamente - que, ao optar por estudar o Holocausto, a partir de pesquisas, entrevistas e repetidas viagens para diversos países do globo, encontrei algo que me motiva a seguir

  • Não é preciso rei ou rainha, basta gestão comprometida com a ciência

    Lockdown, vacinação em massa e auxílio financeiro estão na chave do recente sucesso do Reino Unido no combate à covid-19 - que viu o número diário de mortos desabar de 1,3 mil para 36 em dois meses. A gaúcha Ananda Kuhn, que mora em Bristol, Inglaterra, conta como está a vida por lá

  • Nos 30 anos do Mercosul, Bolsonaro defende a modernização do bloco

    O bloco é formado por Argentina, Brasil, Paraguai e Uruguai

Publicidade

Blog dos Colunistas