22°C
Erechim,RS
Previsão completa
Euro R$ 6,39 Dólar R$ 5,39
0°C
Erechim,RS
Previsão completa
Euro R$ 6,39 Dólar R$ 5,39

Publicidade

Especial

Novo bispo relata sobre a base para promover a importância da fé na sociedade

Registro da primeira missa realizada por Adimir Antonio Mazali
Por Izabel Seehaber
Foto Reprodução/ Arquivo Pessoal

A sociedade vivencia um momento desafiador. Nesse contexto de incertezas e expectativas, como está a sua fé? Eis uma reflexão que nem sempre acontece ou surge em momentos específicos, em meio a dores e angústias.  

De acordo com Dom Adimir, primeiramente devemos fazer a experiência de Deus, de poder viver a alegria, a esperança e ter a certeza que não estamos sozinhos. Viver uma vida de comunidade, de solidariedade. “Espero poder iluminar essa realidade, no sentido de fazer com que as pessoas experimentem o gosto pela vida, experimentando um Deus que está muito próximo de nós, que é amor, misericórdia, bondade. Considero essencial para promover a fé na sociedade, o testemunho e a presença de cada um de nós fazendo o bem, e manifestando a bondade de Deus que é derramada a nós com abundância. Um gesto que ultrapassa a condição humana, porque Deus é muito maior do que tudo. Com a presença e testemunho de vida, com alegria e esperança, é possível promover a certeza de que, em meio a tantas dificuldades, podemos caminhar com alegria e colaborando uns com os outros para que as coisas sejam sempre melhores”, reforça.

Desafios enquanto igreja

Na opinião de Dom Adimir, um dos desafios enquanto igreja, é fornecer ar respostas aos anseios e buscas do povo. “A igreja já está fazendo isso, por meio das redes sociais e com os meios de comunicação, por exemplo, com uma atuação muito forte junto às comunidades. Em termos de diretrizes, se fala em comunidades eclesiais missionárias, com o propósito de formar para a consciência de que todos somos missionários, e que todos têm o seu papel, sua importância junto à comunidade, e o espaço que cada um pode ocupar. Vale lembrar que todos temos dons, talentos e capacidades que devem ser partilhadas e colocadas a serviço da comunidade”, destaca.

Por isso, pondera o novo bispo, é preciso fazer com que, de fato, as pessoas tenham essa experiência com Deus e, desse encontro pessoal, fortaleçam a presença dos irmãos, procurando compartilhar a experiência, formando grupos que possam atuar, seja na igreja ou na sociedade de modo geral, para o bem comum. Promover a vida e a vida em abundância, como disse Jesus”, frisa, enfatizando que: “Quando atraímos o que é bom, atraímos outras pessoas. Precisamos ter uma expressão de alegria maior e superar a realidade do mundo de hoje, que propaga muito o lado negativo das coisas, e precisamos olhar com um pouco mais de carinho e misericórdia para aquilo que é bom. Que isso nos sirva de motivação para superar as dificuldades que são próprias de cada um de nós”, enaltece.

Segundo Dom Adimir, os grupos de trabalho dependem dessa confiança, uns nos outros, do respeito pelas diferenças. Nesse sentido, trabalhar em grupo exige o “sair de si mesmo”, a disponibilidade de estar disponível ao novo, ao que o outro pensa e promove.

 

 

Publicidade

Publicidade

Blog dos Colunistas