25°C
Erechim,RS
Previsão completa
0°C
Erechim,RS
Previsão completa

Região

Barão de Cotegipe: Município promove ação contra exploração sexual de menores

A campanha remete ao Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes

teste
Equipe do Teatro Luz e Cena, de Novo Hamburgo (RS) esteve presente
2
3
4
5
Por Assessoria
Foto Divulgação

Na última sexta-feira, 13, a Prefeitura de Barão de Cotegipe, em parceria com o Centro de Referência em Assistência Social (Cras) e o Conselho Tutelar do município, realizaram uma “Ação Preventiva” em alusão ao dia 18 de maio (Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes). Na oportunidade, esteve presente a Caravana da Família Gentil, do Teatro Luz e Cena, de Novo Hamburgo (RS), que passou em diversos pontos da cidade, combinando arte, alegria e muita informação a comunidade cotegipense.

O objetivo dessa campanha foi mobilizar, sensibilizar, informar e convocar toda a sociedade a participar da luta em defesa dos direitos de crianças e adolescentes. Os idealizadores enfatizam que é necessário garantir a toda a criança e adolescente o direito ao seu desenvolvimento de forma segura e protegida, livre de abusos e exploração sexual. 

A atual presidente do Colegiado Tutelar de Barão de Cotegipe, a conselheira Carliza Welker, ressalta a importância da denúncia:

"Se estamos sabendo sobre alguma situação suspeita de violência, temos o dever de denunciar. É importante ressaltar que não há a necessidade de comprovação de que essa violência ocorreu. A partir da denúncia, o caso chega à rede de proteção, que garantirá as condições especiais para que as crianças e adolescentes vítimas ou testemunhas de violência possam ser ouvidas e principalmente protegidas. A violência prospera e funciona por meio do silêncio. Para romper com o ciclo de violência, é necessário dar voz e visibilidade a esse problema. A primeira providência é fazer com que a ameaça pare e a criança ou o adolescente seja protegido. Denúncias podem ser feitas diretamente ao Conselho Tutelar da região de moradia. Há também o canal Disque 100, que acolhe notificações de violações de direitos de públicos mais vulneráveis, como crianças, adolescentes e idosos, entre outros grupos. As notificações podem ser anônimas”, destacou.

 

Publicidade

Blog dos Colunistas