0°C
Erechim,RS
Previsão completa

Publicidade

Região

“Avanços são fruto de um povo trabalhador”

Ponte Preta vive um momento positivo, de crescimento, de união e de paz, com obras em andamento, bons projetos e boas perspectivas para o futuro, diz prefeito

A história do Município de Ponte Preta iniciou aproximadamente em 1910
“Aos poucos o município vai avançando e que assim continue"
Para dar conservação, foi pintada com um líquido preto, conhecido naquela época como alcatrão, hoje,
Por Ígor Dalla Rosa Müller
Foto TV Bom Dia

O município de Ponte Preta está completando 27 anos de emancipação política e administrativa, realizada em 20 de março de 1992. 
O prefeito, Ademir Márcio Sakrezenski, parabeniza toda a comunidade e os gestores que estiveram à frente do município. Ele destaca os avanços conquistados nesses anos, fruto de um povo trabalhador, que vem investindo e pensando no bem comum, nas suas famílias, na geração de emprego e renda, tanto na área rural como na indústria e no comércio.  
Ao longo de 2018, a administração fez vários investimentos em pontes no município, substituindo as antigas por material pré-moldado, com reflexo direto na logística e no desenvolvimento da agricultura e economia local. Outro exemplo, com impacto direto na qualidade de vida da população foi a revitalização da Praça Municipal dos Ferreiros.    
A liberação à adesão ao Sistema Unificado de Atenção à Sanidade Agroindustrial Familiar, Artesanal e de Pequeno Porte (Susaf-RS) foi outra importante conquista do município, expandindo os horizontes do setor. Com esse 'status' se irá fomentar a produção e a comercialização das agroindústrias locais de produtos de origem animal. 
Segundo Ademir, Ponte Preta vive um momento positivo, de crescimento, de união e de paz, com obras em andamento, bons projetos e boas perspectivas para o futuro. "Aos poucos o município vai avançando e que assim continue. É uma satisfação estar à frente do governo municipal e comemorar dias positivos", diz.      

História

A história do município de Ponte Preta iniciou aproximadamente em 1910, tendo como nome Lajeado Grande. Com o passar dos anos se viu a necessidade de ligar Lajeado Grande a outras localidades, como Souto Neto, Linha 7, entre outras, pela construção de uma ponte sobre o Rio Jupirangava. A ponte foi construída com o apoio de todas as pessoas da comunidade. Em pouco tempo a obra foi concluída, sendo feita com uma suspensão aérea, totalmente de madeira. Para dar conservação, foi pintada com um líquido preto, conhecido naquela época como alcatrão, hoje, como piche, dando origem ao nome Ponte Preta, embora o nome oficial fosse Ponte 3 de Outubro.
Os primeiros moradores vieram de Guaporé, Bento Gonçalves, Encantado, Boa Vista entre outras cidades, e chegaram ao município por volta de 1910. Ali encontraram mata fechada, sendo a maioria das espécies de Araucária, Cedro, Angico. No município predomina os descendentes de italianos e em menor proporção alemães e poloneses.

 

Publicidade

Blog dos Colunistas