0°C
Erechim,RS
Previsão completa

Publicidade

Construção e Decoração

Um dos pontos fundamentais é favorecer ambientes dinâmicos onde as pessoas possam se movimentar dura

Ambiente de trabalho: conforto reflete em satisfação e eficiência nos resultados

Por Izabel Seehaber
Foto Divulgação

Você já parou para pensar como o seu ambiente de trabalho impacta na sua qualidade de vida? Essa nem sempre é uma reflexão levada em conta no “corre-corre” do cotidiano. No entanto, é algo primordial e que deveria estar no topo da lista de prioridades, pois passamos 1/3 da nossa vida no trabalho. Existe hoje uma mudança nítida no que se espera nos ambientes corporativos. Se, antigamente, havia um engessamento no mobiliário, hoje o que se percebe é o contrário. Mas não se trata apenas de repensar os ambientes de trabalho com um olhar para a qualidade de vida. Quem explica melhor esse assunto é a fisioterapeuta do trabalho e ergonomista Sênior da Cavaletti S/A Cadeiras Profissionais, Cristiane Nonemacher Cantele.

Segundo ela, atualmente busca-se oferecer um espaço de bem-estar que aumente a percepção de conforto, abrangendo diversos aspectos entre eles o físico, cognitivo e emocional. “Todo o ambiente de trabalho focado na promoção de emoções positivas auxilia na promoção da felicidade, bem- estar, engajamento, conforto e consequentemente, um aumento da produtividade”, explica, citando que ambientes relacionados com o conforto incluem áreas abertas, contemplação de áreas externas, ambientes dinâmicos, mesas e cadeiras adaptadas às necessidades dos usuários e consequentemente de suas tarefas, além do equilíbrio de cores e diversificação de texturas e materiais.

Outro aspecto, conforme a ergonomista, está relacionado com o conforto na cultura organizacional. “Empresas com horários mais flexíveis, organizações que facilitem a comunicação, feedback, clareza de metas e definição clara de papéis, facilitam a percepção do conforto dos ambientes, aumenta a satisfação e consequentemente o engajamento”, pontua.

Conforto físico

No que se refere ao conforto físico, um dos pontos fundamentais é o propósito de favorecer ambientes dinâmicos onde as pessoas possam se movimentar durante sua jornada de trabalho. Já os assentos devem refletir em qualidade, no sentido de favorecer as mudanças e movimentos no dia a dia do trabalho. “A escolha dos assentos varia com as atividades realizadas pelos usuários, nos locais onde as pessoas passarão mais tempo sentadas. Por isso, deve-se priorizar aqueles que possuem regulagem de altura do assento e encosto, regulagem de profundidade, e, além disso, o encosto deve possuir formas que se adaptem as curvas da coluna vertebral. Também é importante que o usuário mantenha o abdômen contraído”, orienta Cristiane.

Em relação às mesas, o interessante é apresentar preferencialmente regulagem de altura e superfícies foscas.

Qualidade = conforto

De acordo com a ergonomista, a qualidade do produto é fundamental para a idealização do conceito de conforto, saúde e bem-estar. “É preciso estar atento ao atendimento das normas, qualidade do material empregado e garantias fornecidas pelo fabricante”.

E esse não é só assunto para grandes empresas. As pequenas também podem pensar da mesma forma, planejando melhorias no seu espaço, ainda que guardadas as devidas proporções.

Cristiane compartilha ainda, uma pesquisa da Universidade de Michigan, nos Estados Unidos, a qual sinaliza que organizações que investem em culturas e adaptações que favoreçam emoções positivas, são mais capazes de sobreviver e de se adaptar a adversidades. “Outro dado relevante diz respeito ao retorno financeiro das empresas quando investem em ambientes e culturas de bem-estar, pois quando aumentamos a felicidade no trabalho podemos diminuir os custos organizacionais com as equipes em até 52%. Trabalhadores felizes, retorno garantido!”, ressalta.

Dicas para manter um espaço harmonizado:

•          Mantenha áreas organizadas;

•          Facilite a entrada de luz natural;

•          Se possível mantenha a vegetação natural no ambiente;

•          Evite superfícies refletoras;

•          Escolha produtos de qualidade;

•          Invista em ambientes e culturas dinâmicas e flexíveis.

•          Mantenha o foco em suas atividades. Pesquisas revelam que cerca de 47% do tempo no trabalho costumamos “divagar” a nossa mente, dessa forma procure estar atento assim será mais produtivo e otimizará seu tempo.

                      

 

Leia também