25°C
Erechim,RS
Previsão completa
0°C
Erechim,RS
Previsão completa

Opinião

Memórias de Viagem: Itália- Terra de Origens (Parte v)

teste
Marlei Klein
Por Marlei Klein
Foto Divulgação

Na Itália, o Mediterrâneo é ao mesmo tempo um símbolo e uma lenda. A oliveira, seu símbolo – a lenda é eternamente acalentada pela imobilidade de suas águas azuis. Na Itália, suas cidadezinhas estão mergulhadas à sombra de seus pinheiros centenários castigados pelo sol e sob as frescas arcadas de suas praças.

Reminiscências

O Êxodo italiano marcou muitas famílias que migraram pela própria Itália, para outros países europeus e americanos. Milhares chegaram ao Brasil para trabalhar em lavouras ou serem colonizadores.

Para o sul, vieram principalmente da Região do Vêneto e da Região da Lombardia. A Região do Vêneto fica na Província de Vicenza e a sua capital é Veneza.

Província de Vicenza

Na Região do Vêneto, de onde vieram meus avós maternos, encontra-se a bela e histórica cidade de VICENZA. Visitei-a algumas vezes. O dialeto Vêneto, aquele que muitos imigrantes nossos falavam, lá também é falado. A Região do Vêneto é a oitava maior região da Itália. Faz divisa ao norte com a Áustria, a oeste com a Lombardia, a leste com Veneza e ao sul com a Emília Romanha e o Mar Adriático. A cidade de Veneza é a capital da Província.

Vicenza

Fica no eixo rodoferroviário Veneza-Milão-Turim. Pertenceu à Áustria de 1797 a 1866, por isso a língua alemã também é falada e influenciou na sua arquitetura. A cultura é parte importante da cidade com seus teatros, museus, galerias de arte e casas de ópera.                 

Igreja de Santa Corona

Belíssima, com muitas obras de arte e é do século XIII.O Altar Principal em mármore e madrepérolas é de Carberelli de 1670. Nos dois altares laterais um com pintura de G. Bellini; O Batismo de Jesus de 1516 e o outro de século XVI; A Virgem das Estrelas. Há ainda uma importante obra de Veronese de 1573: Adoração dos Magos.  É a Igreja mais importante pelas suas obras de arte. Participamos da Missa com a Igreja lotada. O som de um órgão muito antigo, um dos mais importantes da Itália, e um magnífico coral, de muitas vozes, nos levavam ao recolhimento. A cerimônia era conduzida por vários sacerdotes.

Domingo na Piazza Dei Signori

As pessoas vão à Missa na Catedral, depois passeiam pela praça ou ruas do centro. O comércio abre. Observamos que todas as pessoas estavam bem vestidas e os homens inclusive de gravata. Num dos lados da Praça está o belo edifício da Basílica Palladiana do arquiteto Palladium.

Nesse domingo, acontecia a Festa da Polenta e do Bacalhau. Uma grande tenda abrigava cozinhas que forneciam a iguaria. Uma delícia aos olhos e ao paladar. Mais uma das originalidades da Itália. Uma banda tocava. Os músicos estavam vestidos com trajes das montanhas austríacas. Alguns estandartes estavam expostos. Uma bela festa num domingo de outono.              

Santuário Della Madonna Di Monte Bérico

Localizado num monte próximo da cidade. Belo lugar para avistar Vicenza. O Santuário é muito importante pelas suas romarias. Os imigrantes italianos o lembraram inclusive no nome de uma cidade – Monte Bérico - na Região da Serra Gaúcha. Para chegar, há uma via coberta e nas laterais pequenas capelas com estações do Santo Rosário. Também o acesso pode ser com carro.

Palladio

Andrea Di Pietro Della Gondola- o Palladio- nasceu em Pádua em 30 de novembro de 1508, mas viveu em Vicenza. Importante arquiteto lembrado até os nossos dias. Do Renascimento Italiano do século XVI, suas obras eram baseadas na antiguidade clássica da Grécia e de Roma. Na sua obra a Vila Capra – La Rotonda - usou a forma arredondada numa mansão, que foi inédita para a época.

Cortina D’Ampezzo

Distante 212 km de VICENZA encontra-se na ainda Região do Vêneto a importante estação de esqui de CORTINA. Chega-se por uma estrada que corta a beleza majestosa dos picos e agulhas das montanhas Dolomitas, no norte da região, nos Alpes Italianos. Uma bela paisagem cortada por uma espantosa estrada da engenharia rodoviária. A mais perfeita área para se esquiar na Itália e na Europa a 1 200 metros de altura. São cerca de 150km de pistas para esquiadores de nível intermediário e avançado.                            

Cidade De Cortina D’Ampezzo

Ela é um sofisticado resort, animado o ano inteiro e procurado pela “bella gente” de Roma e Milão. As pessoas não vão até lá só para esquiar, mas para andar pela cidadezinha, fazer caminhadas e um “dolce far niente”.   

Miramonti Majestic Grand Hotel

Centenário hotel num antigo pavilhão de caça austro-húngaro situado num magnífico vale montanhoso nos arredores da cidade. Seu interior é aconchegante, de decoração alpina, com lareira acesa e um bar oferecendo 18 tipos de chocolate quente criam uma atmosfera acolhedora.

Conclusão

A Itália e a bela região de onde vieram muitos dos nossos imigrantes, prima pela diversidade: cidades históricas, plenas de cultura e obras de arte como VICENZA. Não muito distante, está o charme de uma estação de esqui, CORTINA D’AMPEZZO- nela a determinação é relaxar, fazer compras, dormir até tarde, passar duas horas à mesa do jantar, degustar deliciosos doces e chocolate quente e, quem sabe, ficar olhando as outras pessoas. Para quem domina, encaixar alguns minutos de esqui nessa programação. A Itália é berço das artes e suas paisagens não são somente de colinas ocupadas por vinhas e oliveiras. Também está impregnada pela cultura deixada, quando da ocupação pelos austríacos.

 

Publicidade

Blog dos Colunistas