25°C
Erechim,RS
Previsão completa
0°C
Erechim,RS
Previsão completa

Região

Barão de Cotegipe: foco em áreas prioritárias

Prefeito, Vladimir Luiz Farina, faz avaliação positiva das ações ao longo de 2021, e que os investimentos irão continuar, mas é preciso ter os pés no chão porque a seca continua

teste
Divulgação
Divulgação
Por Ígor Dalla Rosa Müller [email protected]
Foto Divulgação/PM Barão de Cotegipe

O prefeito de Barão de Cotegipe, Vladimir Luiz Farina, faz uma avaliação positiva da gestão pública realizada ao longo de 2021, apesar da pandemia do novo coronavírus (covid-19) e dos prejuízos causados pela estiagem que atingem Barão e todo o Alto Uruguai. O experiente prefeito, que está no quarto mandato à frente do Poder Executivo municipal, é o segundo da série de entrevistas do Jornal Bom Dia com representantes da Associação de Municípios do Alto Uruguai (Amau) e Associação dos Municípios do Nordeste do Estado (Amunor). O objetivo é fazer uma avaliação do primeiro ano desses governos municipais envolvendo os desafios, prioridades e projetos para 2022.

Conforme Farina, o município fez grandes investimentos em áreas prioritárias, com destaque para saúde. Além disso, foram criados incentivos para os mais diferentes setores agrícolas, produção de suínos, bacia leiteira, ampliação da rede de água. 

“Para 2022, teremos mais investimentos na saúde como ampliação das ações voltadas aos grupos da terceira idade, reformas e ampliação do CRAS, construção de mais uma escola infantil para atender toda a demanda da comunidade”, afirma.

Além disso, comenta o prefeito, a administração pública já tem licitada novas obras de infraestrutura, como pontes, asfaltos, aquisição de máquinas para a Secretaria de Agricultura, como patrolas e pá-carregadeira.

Parque industrial

Outro projeto que vai ter atenção do Executivo será o parque industrial, que neste ano vai receber um bom volume de recursos para realização de infraestrutura.  

Finanças

De acordo com o prefeito, o município as finanças públicas estão muito bem. “As contas nunca estiveram tão positivas, então, temos um bom caixa para fazer investimentos. No entanto, há que se ter em mente que estamos enfrentando uma das piores secas dos últimos anos, que está trazendo muitos problemas ao município, como a falta de água”, disse.

Ele acrescenta que a administração pública está tendo despesas grandes com transporte de água por caminhões, para conseguir atender a demanda no meio rural. “Assim, é preciso estar com os pés no chão e projetos mais ousados terão que ser adiados, já que muitos recursos devem deixar de entrar no município no ano que vem, porque a cultura do milho já se foi e a soja está aí com problemas sérios”, disse.

Publicidade

Blog dos Colunistas