25°C
Erechim,RS
Previsão completa
0°C
Erechim,RS
Previsão completa

Região

Seca: prejuízos já chegam a R$ 20 milhões

Município de Centenário decreta situação de emergência devido à estiagem que afeta cultura do milho, olericultura, leite, soja e erva-mate

teste
Município não tem chuvas significativas há 65 dias, diz extensionista da Emater, Leandro Kubiak
Gráfico
Por Ígor Dalla Rosa Müller [email protected]
Foto Divulgação/PM Centenário

O município de Centenário decretou situação de emergência agrícola, na tarde de quinta-feira (30), em função da severa estiagem que atinge, praticamente, toda a produção agrícola. O prefeito, Genoir Marcos Florek (Neninho), assinou o decreto, juntamente com toda a equipe de governo, devido à gravidade da situação, já que os prejuízos estão estimados em mais de R$ 20 milhões.

Segundo o extensionista da Emater e chefe do escritório municipal, Leandro Kubiak, a quebra de produtividade afeta a cultura do milho-grão, milho-silagem, olericultura, leite (referente às perdas em 65 dias de seca), soja e erva-mate.

Segundo Leandro, a quebra maior foi na cultura do milho, chegando a 57% das lavouras, no total, o município tem 900 hectares de área cultivada. Ele explica que a seca tira a qualidade do alimento, no caso do milho-silagem diminuiu a massa e os grãos, o que resulta em muito volumoso e pouca energia. “O que não é uma alimentação boa para os animais”, afirma.

A soja, com 6.500 hectares de área plantada, também está sentindo os efeitos da falta de chuva. “É difícil de mensurar as perdas, mas já se estima em 15%, por isso dá um valor alto, passando dos R$ 8 milhões de prejuízos”, observa.

Leandro comenta que, além das culturas de grãos, a seca prejudica outras cadeias como a produção de leite. “O produtor larga os animais para se alimentar e depois de acabar o pasto, ele não cresce mais, acaba secando e não tem como plantar outro tipo, o que acarretam, também, perdas na produtividade de leite”, ressalta.

Leandro enfatiza que já são 65 dias sem chuvas significativas no município. Isso afeta, também, a olericultura, já que são cultivados a céu aberto sem proteção, assim como, a cultura de erva-mate, principalmente, os produtores que introduziram plantas novas, e na época de colheita, por estar muito seco se opta por não tirar os galhos para evitar não perder a planta, o que gera também prejuízos.

 

Publicidade

Blog dos Colunistas