14°C
Erechim,RS
Previsão completa
0°C
Erechim,RS
Previsão completa

Publicidade

Opinião

Elegante e Marcante

teste
Waldir Cunha
Por Cassiano Fuga Cunha
Foto Arquivo de família

A homenagem é sutil, elegante e marcante: a chapelaria do Clube do Comércio leva o nome de Waldir Cunha. O pai carregou a vida inteira características que rivalizavam entre si. Começando pela data de nascimento, 26/07/1941, mas que nos papéis consta 15/08. Nesse dia o vô Fredomiro, filho mais velho do Capitão Vidoca Cunha, que usava lenço branco em 1893, saiu da propriedade onde hoje é Itapuca e foi para Soledade, dentre outros afazeres, para registrar seu décimo filho.

O apelido

O apelido Vaca Loca veio da escola. Como era do interior de Soledade os colegas o chamavam de Vaca. Não gostava de ser chamado assim, e brigava. Daí virou Vaca Loca. Gostava menos ainda, e como todo apelido em que há resistência, pegou de vez.

Histórias: uma série de oito capítulos

Transferiu-se para Passo Fundo, onde trabalhou no ramo do vestuário, na loja do “seu Edu”. Participou de histórias que daria uma série de oito episódios. No mínimo. Vou escolher uma: a diretoria do Clube Comercial, nos meados da década de 1960, deliberou que o clube ia pagar a viagem para o Pai e seus amigos passarem o Carnaval daquele ano em Iraí. Calculem.

Parecido com o Dr. Jivago

Era um homem bonito e sempre foi elegante. A mãe, Mariliza Fuga, se apaixonou por ele. Achava o Pai parecido com o Dr. Jivago (Omar Sharif). De novo, calculem. Casaram em 1970 e foram morar em Marau, onde nasceram os três filhos, Rafael, Gabriella e Cassiano. Lá, apoiado pelo Nono José Fuga, foi Prefeito-Candidato em 1976. Naquela época contavam os votos para prefeito e vice. Ganhou para prefeito, mas na soma com o vice perdeu. Da para fazer outra série de oito episódios. A história da dentadura é ótima. Conto pessoalmente. Envolve pantomima.

A mudança para Erechim

Seguindo a carreira no ramo vestuário, trabalhava como representante comercial. O famoso Viajante. Participava da Fenit – Feira Nacional da Indústria Têxtil e representava a Bangu. Em 1979 a Mãe passou no concurso para Assistente Jurídica do SESI (não existia Defensoria Pública) e a família mudou para Erechim.

 

De Hotel do Fanho para Hotel do Vaca Loca

Em 1983 o casal comprou o Hotel Erechim, que lá esta desde os idos de 1930. O viajante passou a administrar o “Hotel dos Viajantes”. O Hotel do Fanho passou a ser o Hotel do Vaca Loca.

A paixão pelo tango

A elegância e o gosto por festas sempre foram cultivados pelo casal Waldir e Mariliza. Adoravam dançar tango. Em alguns bailes em Erechim deram até show improvisado. O Pai dizia que para dançar tem que ser inteligente. E é verdade, tanto que a dança é uma das sete artes.

Trilha sonora da vida

O tango é a trilha sonora apropriada para definir Waldir Cunha. Fez mais amizades que desafetos, até porque dada sua eloquência, não sobrava espaço para fingimentos. Os amigos gostavam da sua companhia. E sua presença elegante marcava o ambiente, tanto em eventos formais quanto informais. E era uma ótima companhia à noite e para uma boa conversa amena, ou nem tanto, mas sempre em volume alto, tomando um café. Isso vale e muito.

Trato é trato

Em 1998 a mãe deixou o Gaúcho em Erechim, e se mudou para Porto Alegre. Ele seguiu sendo o Vaca Loca, só que agora solteiro. Eu disse para o pai que iria conhecer a namorada dele somente se fosse mais velha que a minha. A Fernanda é um ano mais velha que a minha esposa. Trato é trato.

O gosto pelos cavalos

Tenho que mencionar que o pai gostava de uma carreira de cavalos. E isso me deixava triste. Mas enfim, noves fora, o perdão é bom tanto para quem recebe quanto para quem perdoa.   

Tango no velório

Foi necessária uma pandemia global que não se via há cem anos para derrubar o Waldir Cunha, às 23:30h do dia 01/04/2021. Fez dois pedidos: ser enterrado com seus pais em Soledade e que tocassem tango no velório. O pai adorava um velório. Para ele casamento e velório eram eventos similares, onde comparecia sempre com sua tradicional elegância.

Ao som de Carlos Gardel

A covid é um cavalo paraguaio que hoje está ganhando, mas que no páreo com a vacina vai ficar para traz. Não teve velório, mas fizeram uma cerimônia em Soledade. E teve tango: Por una Cabeza e Caminito, do Carlos Gardel. Postei o vídeo no Instagram e no Facebook. O vídeo foi bloqueado nos Estados Unidos pela Warner Music. O pai segue polemizando. E isso é bom. Quando estou escrevendo, em 03/04/21, chega a notícia do falecimento do Agnaldo Timóteo. Já pensou se os dois se encontram na sala de espera?

   

Publicidade

Blog dos Colunistas