25°C
Erechim,RS
Previsão completa
Euro R$ 6,49 Dólar R$ 5,59
0°C
Erechim,RS
Previsão completa
Euro R$ 6,49 Dólar R$ 5,59

Publicidade

Região

Barão de Cotegipe: em 30 dias deve normalizar a situação

Problemas no abastecimento de água está gerando transtornos e prejuízos aos moradores da Comunidade Medeiros. Fase de ajustes, diz concessionária

Faz meses que está vindo muito ar nos canos e uma água turva
Por Ígor Dalla Rosa Müller
Foto Divulgação

Os moradores da Comunidade Medeiros de Barão de Cotegipe estão preocupados com o abastecimento de água naquela localidade. Isso porque, segundo eles, faz meses que está vindo muito ar nos canos e uma água turva. Um dos problemas é o ar constante nos canos que acaba danificando os aparelhos domésticos como chuveiros, torneira elétricas, gerando um custo a mais de manutenção para as famílias.

“Faz quatro meses que a situação está assim e não normaliza. Muitas vezes a gente liga a torneira e vem só ar. Esse ano já troquei duas vezes de chuveiro por causa da pressão e três torneiras da máquina de lavar roupa aqui em casa. Eles trocaram os canos no poço, bomba, mas ainda assim não resolveu”, diz o morador do bairro, Rodrigo da Luz.  

“A gente liga a torneira e fica quatro, cinco segundos vindo só ar e depois vem água. E isso está acontecendo em todo o bairro, que tem perto de 80 famílias”, disse. Ele ressalta que entra toda semana em contato com a Corsan, mas a situação não melhora”, comenta.

Corsan

O gestor da microrregião Campinas do Sul, Edison de Moraes, responsável pelo fornecimento de água de Barão de Cotegipe explica que a empresa refez todo o sistema de distribuição de água daquela comunidade. “Trocamos a bomba, barras de tubulação que estavam danificadas, cercamos todo o poço, e há pouco tempo instalamos um sistema de telemetria, que está começando a controlar quando o poço liga e desliga, para manter as tubulações sempre cheias. Antes era por timer, aí quando dava muito consumo secava a caixa e quando era pouco derramava”, observa.

Edison ressalta que se está numa de fase de ajustes, neste momento. “Porque é como se tivéssemos feito tudo novo. Agora, temos que ajustar saída de pressão, estamos melhorando o sistema e acredito que num tempo bem curto vai normalizar essa questão. Acredito que vai levar uns 30 dias para ficar normal”, diz.   

Ele explica que o novo sistema instalado é “como se tivesse iniciado do zero, do sistema antigo sobrou sete, oito barras de cano, e o restante foi tudo substituído. Agora é questão de ajustes. Estamos trabalhando para resolver essa situação”.

Conforme o gestor, nesta semana, foi realizado mais uns ajustes no sistema. “Porque é preciso ajustar a pressão de saída do poço, mas também não podemos deixar com pouca pressão, senão a água não chega nas casas. A intenção é colocar uma válvula redutora de pressão, que vai reduzir a pressão na rede. 

Leia também

Publicidade

Publicidade

Blog dos Colunistas