Publicidade

Região

Município recebe reconhecimento pela contribuição no Programa de Georreferenciamento

Município recebe reconhecimento pela contribuição no Programa de Georreferenciamento

Presidente do Sindicato Rural de Getúlio Vargas Sidnei Beledelli
Por Assessoria de Imprensa
Foto Divulgação

O comando do 13 Batalhão de Política Militar - BPM - conferiu Menção Honrosa ao Município de Getúlio Vargas, como forma de homenagem pela inestimável contribuição na realização do  Programa de Georreferenciamento "Novo Rumo", durante solenidade de lançamento oficial do programa realizada na quintqa-feira, dia 3, no Auditório do Sindicato Rural de Getúlio Vargas. A honraria foi entregue ao Prefeito Mauricio Soligo e demais prefeitos da microrregião e entidades regionais que contribuíram para a execução do programa.

A solenidade iniciou com o pronunciamento do presidente do Sindicato Rural de Getúlio Vargas, Sidnei Beledeli, que afirmou estar feliz, apesar de ser uma obrigação do Estado, em poder contribuir com a segurança do homem do campo, uma vez que também é produtor rural. Porém, afirmou que se o Estado não tem como arcar com isso, "nós temos obrigação de fazer". Sidnei destacou o trabalho dedicado do Major Uilson Leri Ceconello para colocar em prática o Programa Novo Rumo, assim como todos os que se envolveram na concretização do projeto.

Em seguida, se pronunciou o comandante do 13 BPM, Tenente Coronel, Carlos Augusto da Cruz Soares, que fez questão de passar a palavra para o coordenador do Programa, Major Uilson Leri Ceconello, que explicou que através do georreferenciamento foi possível mapear as vias rurais não pavimentadas na área de atuação do 13 BMP, mediante a coleta de coordenadas geográficas de cada gleba de terra. Segundo ele, o programa está na fase inicial atendendo os municípios de Ipiranga do Sul, Floriano Peixoto, Getúlio Vargas, Charrua, Jacutinga, Erebango, Estação e Quatro Irmãos e deverá se estender a todos os 37 municípios da área da abrangência do 13 BPM.

Já o Prefeito de Getúlio Vargas, Mauricio Soligo, falando também em nome da Amau, destacou  que há muito tempo uma das grandes preocupações da Brigada Militar, dos prefeitos e dos próprios agricultores é com relação à segurança no meio rural.  Lembrou da Patrulha Rural e das primeiras reuniões nas comunidades com a temática e recordou do encontro realizado no Sindicato Rural quando foi apresentado o Projeto de Georreferenciamento no meio rural, em 2016.     

 

Apresentação técnica

No segundo momento da solenidade foi feita a apresentação técnica do programa por André Gasparetto Martinovski e de um vídeo institucional do Programa. Segundo ele, na prática, o programa procura evitar o êxodo do campo, dando dignidade e cidadania aos produtores rurais. Como explicou, os municípios também poderão se valer das informações para ampliar os controles e manutenções nas vias rurais e outras necessidades. Na prática, cada propriedade tem um código que agiliza o atendimento. A malha viária está completa e o GPS faz com que os deslocamentos sejam rápidos e sem necessidade de buscar informações de terceiros. As salas de perações poderão avaliar e  viabilizar os cercos se necessário", informou.

Em Getúlio Vargas foram registradas 482 propriedades e 378 km mapeados. No total, dos oito municípios prontos, foram mapeadas 2.772 propriedades e 2.003 quilômetros de vias. Também participou da mesa de autoridades o Capitão Ailton César Trindade, comandante da 3ª CIA Getúlio Vargas.

 

Leia também

Publicidade

Blog dos Colunistas