25°C
Erechim,RS
Previsão completa
0°C
Erechim,RS
Previsão completa

Obituário

Morre em Porto Alegre, Terezinha Becker Dilélio, autora do Hino de Erechim

teste
Terezinha Becker Dilélio.
Por Rodrigo Finardi
Foto Arquivo BD

Faleceu em Porte Alegre, no dia 21 de março, aos 89 anos, Terezinha Becker Dilélio, autora da letra do Hino de Erechim.  Ela completaria nove décadas no dia 23 de maio. O velório e sepultamento foi na capital do Estado, na terça-feira, 22.

Ela nasceu em Santa Maria, onde seu pai era professor, mas veio morar em Erechim com o marido em 1960.

Unindo-se a Frederico Schubert, que era alemão e tinha dificuldades em se expressar em português, pode servir de interprete por entender o idioma e assim comandar a Orquestra de Concertos de Erechim, a única no interior do estado.

Fascinada por poemas, hinos e cantos de louvor, exaltação à terra, à natureza, à pátria e estes poemas foram a inspiração para criar a letra do Hino de Erechim com vista as comemorações do cinquentenário do Município em 1968.

Com a ajuda do maestro Schubert e do talentoso pianista Oswaldo Engel, a letra foi vestida com uma música magistral e orquestrada com galhardia e que bem reflete a alma e a vida do povo erechinense tão operoso e empreendedor.

Foi professora de Língua Portuguesa e Língua Inglesa por 20 anos, em diversas escolas estaduais e privadas da região.

Além do hino de Erechim, foi autora de diversos outros, destacando-se o Hino de Gaurama.

Em 2021, Terezinha foi uma das patronas da Semana da Pátria.  A Liga de Defesa Nacional –Núcleo de Erechim utilizou com tema municipal o Hino de Erechim, que além de Terezinha, homenageou Oswaldo Elemar Engel (in memoriam), Franz (Frederico) Schubert (in memoriam)

Terezinha deixa sete filhos: Vagner, Lúcia, Paulo, Mário, Lia, Flávio e José Luiz,, além de 12 netos e seis bisnetos.

 

Hino de Erechim

Salve o norte do Rio Grande amado,
Que progride a passos tão gigantes
Solo fértil, rico e abençoado,
Quando matas, taperas era antes
Pioneiros intrépidos lançaram
Com suor a semente do bem,
Como os pinheiros altivos alçaram,
Hoje os frutos são nossos também.

Erechim, Erechim, por ti vibram nossos corações!
Erechim, Erechim, só por ti seremos campeões!
Sempre unidos marcharemos,
Sempre honrando com amor,
As tradições mais caras,
Pois somos filhos de heróis de ardor!
E sem temor mostraremos,
Com alma viril,

Letra: Terezinha Becker Dilélio

Música: Frederic Schubert

Revisão do Hino: Oswaldo Engel

 

Leia também

Publicidade

Blog dos Colunistas