0°C
Erechim,RS
Previsão completa

Publicidade

Erechim

O retorno dos barbeiros

Tendências nos visuais masculinos, os cabelos estilosos e as barbas mais compridas têm alavancado um setor que outrora estava esquecido: o de barbearias

Siciano aprendeu a profissão com o pai, Miro, e hoje revezam nos atendimentos
Barbearia de Paulino Cembranel atende na Avenida Sete de Setembro desde janeiro de 1975
barba 1.jpg
box 1.jpg
box 2.jpg
box 3.jpg
Por Najaska Martins - najaska@jornalbomdia.com.br
Foto Najaska Martins

Tendências nos visuais masculinos, os cabelos estilosos e as barbas mais compridas têm alavancado um setor que outrora estava esquecido: o de barbearias

“Contrata-se barbeiro”: o anúncio em destaque na página da rede social de uma estética de Erechim reflete o novo momento de uma profissão antiga que está ganhando um novo público. Motivada pela vaidade cada vez mais aparente dos homens e pela forte tendência de cabelos estilosos combinados às barbas mais compridas, a procura pelos barbeiros vive, nos últimos anos, um momento de constante ascensão.

No caso da estética, a alta demanda só não está alinhada com oferta de profissionais qualificados de acordo com as novas exigências do mercado. “Estamos tentando contratar um barbeiro há quase seis meses e não encontramos ainda. É uma profissão que voltou a ser muito valorizada, especialmente pelos homens mais jovens que não abrem mão dos cuidados relacionados ao cabelo e à barba”, afirma o proprietário Vander Tebaldi, que conta com uma barbearia em seu estabelecimento à espera de um profissional para atender seus clientes.

De pai para filho

A dificuldade em encontrar profissionais qualificados pode ter um motivo: trata-se de uma profissão que vai de pai para filho. É o caso de Paulino Cembranel. Aos 61 anos e com 43 de profissão, ele aprendeu o ofício com o pai, ainda quando morava na zona rural. Ao atingir a maioridade, mudou-se para a cidade e abriu sua barbearia que permanece até hoje no mesmo local, em uma casa de madeira na Avenida Sete de Setembro. “Isso foi em janeiro de 1975. Quase nem tinha esses prédios aqui em volta. Vi as coisas mudarem ao longo dos anos e atendi muita gente por aqui”, recorda.

Atualmente, Seu Paulino conta com clientes que vêm inclusive de outras cidades para serem atendidos em sua barbearia. A profissão que herdou da família segue firme e deve prosseguir com seu filho. “Temos planos futuros de montarmos uma nova barbearia, mais moderna para atender a nova demanda, pois agora, além dos homens mais velhos, cada vez mais jovens nos procuram, o que nos motiva a pensar em melhorar ainda mais nossos serviços”, projeta.

Terceira geração de barbeiros na família

Já na família Bresolin, ser barbeiro é tradição de família. Siciano, de 38 anos, segue os passos de seu pai, Casemiro, que aos 78 anos esbanja bom humor e reveza com o filho os atendimentos em uma barbearia retrô inaugurada há dois anos e meio em Erechim. Seu Miro, como é chamado, herdou a profissão do pai. “Aprendi só olhando!”, diz, enquanto corta cuidadosamente o cabelo de um cliente. Siciano, por sua vez, se orgulha pelo posto que ocupa: “Sou a terceira geração de barbeiros da família”, destaca.

Enquanto a reportagem conversava com pai e filho ontem (1º), um dos dias de maior movimento, o serviço não parou, já que ambos atendiam os clientes que vinham chegando. Miro salienta que em sua profissão a rotina sempre foi assim: “Vim para Erechim em 1964 e já comecei trabalhar como barbeiro. Abri minha barbearia, tive algumas mudanças de local até abrirmos esta aqui, mas sempre tive clientes... Trabalho nunca faltou!”, enfatiza.

Siciano, que está na profissão há pelo menos 15 anos explica que a mudança está em quem procura os serviços: “A gente percebeu que agora é um público mais jovem que tem buscado este tipo de serviço. Antes se tinha um pensamento que barbearia era ‘coisa de velho’. Hoje este conceito mudou”, completa. Ele salienta ainda que isto é reflexo de uma transformação cultural. “Mudou-se a ideia que se tinha destes locais e estamos indo ao encontro das novas exigências”.

 

Publicidade

Blog dos Colunistas