0°C
Erechim,RS
Previsão completa

Publicidade

Política

Em uma década, Alencart Loch quase triplica presença do PDT no Alto Uruguai

Para o ex-presidente do partido, Romildo Bolzan Jr, Loch tem sua trajetória marcada pela organização e dinamismo

Alencar Loch e Romildo
Por Salus Loch
Foto Divulgação

Nesta quarta-feira (26), Alencart Loch passará o comando da coordenadoria regional do PDT ‘Leonel de Moura Brizola’ ao vereador erechinense, André Jucoski. Loch ficou uma década no cargo, período no qual a legenda trabalhista viu aumentar sua representação no Alto Uruguai em quase 300% - saltando de 12 diretórios municipais para 31.

Na entrevista que segue, Alencart Loch analisa o trabalho desempenhado e se diz grato pelo apoio recebido. Ao final, lideranças como Romildo Bolzan Jr., um dos principais nomes da sigla e ex-presidente estadual do PDT; Marcos Lando, Marcos Provin e Lírio Zarichta também deixam seu comentário.

Com que sentimento o Sr senhor deixa a Coordenação Regional do PDT depois de 10 anos?

Alencart Loch - Iniciei minha vida política no PDT em 14 de outubro de 1987. Nestes 32 anos, fui membro do diretório municipal, da executiva municipal e presidente do PDT de Erechim por dois mandatos. Em junho de 2009, graças ao voto de confiança dos presidentes municipais, prefeitos e vices da legenda, assumi a Coordenadoria Regional Leonel Brizola, além de passar a compor o diretório estadual do PDT/RS. O sentimento, portanto, é de gratidão a todos com quem tive a oportunidade de conviver e apreender nesta década marcada pelo crescimento e fortalecimento do nosso partido.

Em relação ao cenário que o Sr encontrou quando assumiu a função, e hoje, quanto o PDT cresceu em número de prefeitos, vice e vereadores? Quais as principais ações desenvolvidas?

Alencart - Cabe destacar o grande trabalho desenvolvido pelos coordenadores que me antecederam, Marcos Augusto Provin e Gilmar Fiebig, eis que ambos, além de realizarem excelente trabalho, foram candidatos a deputado estadual, fortalecendo o PDT Regional. Menção também ao grande trabalhista Adão Albuquerque, que conhece a história e os filiados do PDT de cada município e esteve junto conosco nestes 10 anos, a partir do gabinete do deputado Sossella. No entanto, quando assumimos a Coordenação, o PDT estava estruturado em apenas 12 dos 32 municípios da Amau. No decorrer deste período, reativamos o PDT em 31 dos 32 municípios (falta Carlos Gomes). Hoje, o PDT conta com 35 vereadores, seis vice-prefeitos e três prefeitos. As principais ações foram relacionadas ao campo da formação política dos filiados; presença constante em cada um dos municípios; incentivo ao lançamento de candidatos a vereadores, vices e prefeitos; além de uma relação cordial e amistosa com as demais siglas, pois em cada administração participamos de uma coligação diferente composta de vários partidos. Também neste período conseguimos através de parcerias com os deputados federais aumentar significativamente o repasse de emendas parlamentares para região. Como exemplo, cito 2018, onde em conjuntos os três deputados federais do PDT destinaram mais de R$ 3 milhões aos hospitais e municípios da Amau, nas áreas da da saúde, educação e agricultura.

Por que os partidos do Alto Uruguai, incluindo o PDT, não conseguem eleger um deputado federal há mais de duas décadas? O que fazer para mudar este cenário?

Alencart - Em 2018, o PDT apresentou ‘chapa completa’ com Ciro - Presidente, Jairo Jorge - Governador, Lando - suplente de Senador, André Jucoski - Deputado Federal e Gilmar Sossella - Deputado Estadual. Tal fato foi fundamental para o crescimento da bancada federal de 18 para 29 deputados, pois é através da bancada federal que se garante em primeiro lugar a manutenção do partido, assim como o tempo de tv/rádio e recursos do fundo partidário. Na nossa avaliação, o PDT regional contribuiu para este crescimento e por este motivo estamos sendo vistos de forma diferente pelo PDT Nacional e Estadual. Dito isso, acredito que o primeiro passo, em âmbito local, é o fortalecimento dos partidos, o desenvolvimento de novas lideranças, atraindo os jovens para política. Também vejo como importantíssima a aprovação do voto regional e a cultura da fidelidade partidária para que possamos ampliar nossa representação regional.

Quais seus planos para o futuro?

Alencart - Sigo a disposição do partido em nível local, regional ou estadual. Enfim, onde puder continuar contribuindo com o crescimento do PDT.

O que dizem:

Romildo Bolzan, ex-presidente estadual do PDT

‘Talvez o Alencart seja o coordenador regional mais organizado, dinâmico e dedicado de nosso PDT em todo o RS. Fruto deste trabalho, tenho certeza que ele está preparado para exercer qualquer posto em qualquer atividade que escolher, especialmente, no meio político’.

Marcos Lando, vice-prefeito de Erechim

‘Além de abrir mão do seu tempo para fortalecer a legenda, ele conseguiu estruturar o PDT para disputas em todos os níveis nos municípios. Felizmente, sabemos que seguirá conosco e disposto a contribuir ainda mais’.

Marcos Provin, pedetista fundador e ex-suplente de deputado

‘Minha avaliação é positiva, fruto de um trabalho eficiente e com muita dedicação, conquistando o respeito da comunidade pedetista da região’.

Lirio Zarichta, prefeito de Três Arroios

‘Como coordenador, o Alencart teve a capacidade e habilidade de manter e ampliar a representatividade do partido na região. Muito dedicado e atuante’.

Publicidade

Blog dos Colunistas