22°C
Erechim,RS
Previsão completa
Euro R$ 4,37 Dólar R$ 3,83
22°C
Erechim,RS
Previsão completa
Euro R$ 4,37 Dólar R$ 3,83

Publicidade

Política

Às 14 horas, que nunca são 14 horas no Legislativo erechinense

Creio não ser preciosismo de minha parte, só uma questão de respeito com todos que vão a sessão, e q
Por Rodrigo Finardi
Foto Rodrigo Finardi

No ano passado, uma comissão criada especificamente para discutir o novo Regimento Interno da Câmara de Vereadores, definiu que após um período de teste com as sessões ordinárias às 14 horas das segundas-feiras, efetivar como permanente esse horário.

Invariavelmente não é cumprido

Acontece que invariavelmente, esse horário não é cumprido, pelos mais variados motivos. Essa semana por exemplo, foi em função dos projetos do Executivo ter chegado perto do fim da manhã em regime de urgência.

Pontualidade

Os vereadores, os presidentes que passam pela casa, sempre são enfáticos na necessidade de recuperar a imagem dos políticos, com ações, com cordialidade, com tratar bem. E concordo com esse posicionamento que adotam, mas a pontualidade tem que ser acrescentada nesse rol, afinal se o regimento prevê às 14 horas, são 14 horas.

Creio não ser preciosismo de minha parte, só uma questão de respeito com todos que vão a sessão, e que cada vez são menos. 

Às vezes se vota algo, sem saber o teor

Sempre fui contrário aos projetos de urgência, exceto quando se trata de recursos para o município, ou algum prazo que precisa ser cumprido. Todo o resto, precisa tramitar pelas comissões até sua aprovação, caso contrário, acontece o que aconteceu no ano passado com o IPTU. Às vezes se vota algo, sem saber o teor do projeto.

Publicidade

Blog dos Colunistas