22°C
Erechim,RS
Previsão completa
Euro R$ 4,58 Dólar R$ 4,03
22°C
Erechim,RS
Previsão completa
Euro R$ 4,58 Dólar R$ 4,03

Publicidade

Erechim

Casos de sífilis em Erechim reduzem, mas incidência nas gestantes preocupa

Indíces em gestantes aumentam desde 2015
tabela.jpg
Por Amanda Mendes
Foto Divulgação

*Com informações do governo do Estado 

Com o término do Carnaval e das campanhas de prevenção às doenças sexualmente transmissíveis, especialmente a Aids, implementadas neste período, a Secretaria Estadual da Saúde (SES), por meio da Coordenação Estadual de IST/Aids, reforça a necessidade de prevenção durante o ano todo. Alerta ainda para os riscos de infecção por sífilis, uma doença pouco conhecida pela população, causada por uma bactéria e de fácil transmissão.

Considerada uma epidemia no país, no Rio Grande do Sul a doença ocupa a primeira posição em número de casos de sífilis adquirida, aquela transmitida de uma pessoa para a outra durante o sexo (anal, vaginal ou oral) sem preservativo ou por transfusão de sangue.
No munícipio de Erechim, de maneira geral, os registros de casos de sífilis, disponibilizados pela Secretaria Municipal de Saúde, apontam, no total, uma redução. Contudo, um grupo ainda desperta preocupação aos setores de saúde: as gestantes, que apresentam um crescimento expressivo desde o ano de 2015. 
A chefe do departamento epidemiológico da Secretaria Municipal de Saúde, Luciana Grendene, comenta que mesmo com a redução na totalidade dos casos, os dados registrados ainda são preocupantes, considerando os índices entre as gestantes. "Nós realizamos ações preventivas de forma contínua ao longo do ano, mas observando os dados, o crescimento ainda é expressivo", pontuou. 
Luciana explicou à reportagem do Jornal Bom Dia que as ações são planejadas pelo Comitê Municipal de Prevenção da Transmissão Vertical da Sífilis e do HIV. "Mensalmente esse grupo se reúne para planejar e avaliar as atividades que serão desenvolvidas ao longo do ano. Na última semana o comitê se encontrou para elencar as ações de 2019", destacou. 
Conforme a chefe do departamento, as ações são intensificas entre os meses de outubro a dezembro, pois são períodos marcados pela luta mundial de prevenção às doenças transmissíveis. "Nossa principal motivação é evitar a disseminação dos casos adquiridos, ou seja, transmitidos, com ações preventivas e distribuição de material educativo e preservativos", relatou. 
Outra prioridade que Luciana destaca como foco das atenções do órgão, são as pessoas que nascem com a doença, ou seja, o grupo de congênitas. 
Desta forma, o comitê planeja ações que contemplam todos esses grupos em escolas, grupos de gestantes, nas Unidades Básicas de Saúde (UBS) e nos Centro de Atenção Psicossocial (Caps), por exemplo. 
 

O que é sífilis?
A sífilis é uma doença infectocontagiosa, sexualmente transmissível, causada pela bactéria Treponema pallidum. Pode também ser transmitida verticalmente, ou seja, da mãe para a criança durante a gestação ou parto, por transfusão de sangue ou por contato direto com sangue contaminado.
A manifestação apresenta alterações clínicas e em diferentes estágios (sífilis primária, secundária, latente e terciária). Nos estágios primário e secundário da infecção, a possibilidade de transmissão é maior. Se não for tratada precocemente, em anos as manifestações podem deixar sequelas e comprometer o sistema neurológico, olhos, ossos e outros órgãos.  


Confira abaixo a tabela que apresenta um histórico dos casos de sífilis registrados em Erechim nos últimos anos. 

 

Publicidade

Blog dos Colunistas