22°C
Erechim,RS
Previsão completa
Euro R$ 4,32 Dólar R$ 3,80
22°C
Erechim,RS
Previsão completa
Euro R$ 4,32 Dólar R$ 3,80

Publicidade

Política

Recursos para APAEs e hospitais filantrópicos

Deputado estadual Gilmar Sossella esteve reunido em Brasília com a ministra Damares

Deputado estadual Gilmar Sossella com a ministra Damares Alves
Por Assessoria
Foto Divulgação

Em Brasília, o deputado estadual Gilmar Sossella (PDT) se reuniu nesta quarta-feira (9) com a ministra da Mulher, Família e Direitos Humanos, Damares Alves, para reiterar o pedido de suspensão definitiva da Circular nº 569.

A norma quer proibir as entidades filantrópicas – como Apaes e hospitais – de fazer campanhas promocionais de angariação de recursos, baseadas em sorteios, por meio de Títulos de Capitalização.

Depois de ter sido suspensa em dezembro, a Circular foi adiada para entrar em vigor em agosto de 2019. “Já havíamos estado ainda em dezembro com a ministra, antes mesmo de ela assumir o cargo. Agora, reforçamos a demanda para evitar que essas instituições tão importantes percam o incentivo, que gira em torno de 7% da comercialização dos títulos de capitalização”, explicou Sossella.

"Eu sou uma 'apaexonada' pelas Apaes. Recebi o pleito com muito carinho e minha assessoria jurídica já vai se debruçar sobre esse tema e se esse pleito for bom para as Apaes, nós vamos estar com as Apaes”, destacou a ministra.

Emitida pela Superintendência de Seguros Privados (Susep) em maio de 2018, a circular acarretará na perda de R$ 42 milhões em 2019 para as Apaes em todo o País. Somente no RS seriam R$ 8 milhões a menos. Há mais de 10 anos, os recursos advindos dos Títulos de Capitalização respondem por mais de 90% das receitas da Feapaes, garantindo a prestação de serviços filantrópicos.

Sossella foi convidado pela ministra Damares para integrar o grupo de trabalho criado pelo governo federal para tratar do assunto. 

Em visita ao gabinete do deputado na semana passada, o presidente da Federação das Apaes no Rio Grande do Sul (Feapaes-RS), Afonso Tochetto, ressaltou que as entidades querem ter o direito de escolher se permanecem no atual sistema ou se aderem à filantropia.

Publicidade

Blog dos Colunistas