14°C
Erechim,RS
Previsão completa
0°C
Erechim,RS
Previsão completa

Publicidade

Ensino

Região contará com ações e investimentos para a recuperação e aceleração da aprendizagem

Lançado recentemente pelo governo do Estado, o programa "Avançar na Educação" contempla um plano de investimentos de R$ 1,2 bilhão na educação estadual até 2022

teste
Estudante Gentil Siteneski.jpeg
Por Da redação
Foto Divulgação

Proporcionar a melhoria da infraestrutura física e tecnológica das escolas, assegurar a recuperação da aprendizagem pós-pandemia, qualificar o ensino público gaúcho de forma mais inclusiva e equitativa e capacitar os profissionais envolvidos, são os objetivos do programa "Avançar na Educação". Lançado recentemente pelo governo do Estado, o projeto contempla um plano de investimentos de R$ 1,2 bilhão na educação estadual até 2022, entre obras, tecnologia, capacitação e programas para melhorar a aprendizagem.

Para apresentar e esclarecer as ações que estão sendo desenvolvidas, a equipe da 15ª Coordenadoria Regional de Educação, realizou uma reunião virtual com os gestores escolares, onde ressaltou a importância do programa e suas ações, destacando os importantes avanços que acontecerão mediante a implementação do plano.

Por meio do planejamento estratégico elaborado a partir dos indicadores obtidos nas avaliações diagnósticas realizadas, o programa desenvolve ações em diferentes frentes, com foco específico para a qualificação do ensino gaúcho por intermédio da formação e valorização dos profissionais da área. Contempladas com o maior aporte dos recursos destinados, o Avançar na Educação, apresenta ações ramificadas do programa Aprende Mais, que já vêm sendo desenvolvidas por meio de formações e capacitações de professores, buscando recuperar e reestruturar a aprendizagem e os processos de ensino, considerando não só o efeito da pandemia, mas todas as habilidades que o mundo atual exige.

Segundo a secretária de Educação, Raquel Teixeira, as diversas mudanças que estão acontecendo, não foram criadas pela pandemia, mas aceleradas por ela. “O plano de investimento que o atual governo permite fazer tinha que ter dois eixos principais: pessoas e tecnologias. É o que o mundo de hoje pede, pois a tecnologia passa a ser apoio para a vida inteligente e produtiva, porém de nada adianta a tecnologia se os professores e estudantes não estiverem preparados para usufruir dela. Por isso, precisamos e vamos em busca de garantir a aprendizagem e qualidade de ensino para todos, de forma equânime e inclusiva”, afirmou.

Tais ações de capacitação e formação, compõem os planos de implementação do Novo Ensino Médio, da reestruturação da matriz curricular do mesmo, da revisão de cursos da Educação Profissional, bem como da nova estratégia do programa que visa a criação das chamadas “Escolas Padrão”. A ação envolve a criação de 56 escolas padrão da rede estadual, onde as instituições receberão uma reformulação de seus espaços, adquirindo internet de alta velocidade e conectividade, salas de leitura e recursos, acessibilidade, e a padronização de espaços de convivência, como áreas esportivas, refeitórios, salas de professores, cozinha etc.

Escolas de todo o estado foram selecionadas para a implementação das ações, a partir do Índice de Infraestrutura das Escolas, calculado pelo Departamento de Economia e Estatística (DEE/SPGG), contemplando também três escolas indígenas e uma quilombola. Na abrangência da 15ª Coordenadoria Regional de Educação, a Escola Estadual de Ensino de Ensino Fundamental Padre Manoel da Nóbrega, de Getúlio Vargas, foi uma das selecionadas para receber as ações e os investimentos do programa Escola Padrão.

“Para nossa escola foi uma surpresa receber essa notícia e saber que fomos selecionados para fazer parte desse grande projeto que vai beneficiar todos os nossos educandos, servidores e comunidade. Apesar da expectativa e ansiedade quanto a sua execução, sabemos que haverá muitas alterações na infraestrutura física e tecnológica, o que proporcionará uma educação de melhor qualidade”, relata a diretora, Tânia Mari Guareski.

Buscando desenvolver as ações propostas com planejamento, clareza e transparência, o Avançar na Educação foi pensado e vem sendo consolidado, por meio da participação constante de professores, gestores, comunidade escolar e estudantes, que vivem em diferentes realidades sociais e econômicas do estado. O diálogo aberto e democrático é uma das grandes pautas da Secretaria, para a construção coletiva das políticas públicas de educação.

Com esta preocupação de integrar a todos nos processos educacionais, a secretária Raquel, em parceria com os coordenadores Regionais de Educação, constituiu um grupo de jovens estudantes da rede estadual, com o intuito de ouvir suas experiências, relatos e ideias sobre o sistema de ensino e a escola. Formado por jovens protagonistas que representam as 30 coordenadorias regionais e por representantes de entidades estudantis do Estado, o grupo promove um importante debate sobre temas relevantes na educação.

Nos encontros realizados virtualmente, cada um dos participantes pôde expor sua realidade em ambiente escolar e no âmbito regional, para a secretaria de Educação. Exercendo sua cidadania e protagonismo, o estudante Gentil Junior Siteneski, da Escola Estadual Dr. José Bisognin (Severiano de Almeida), é o representante da 15ª Coordenadoria Regional de Educação, no grupo conduzido pela Secretária Raquel Teixeira.

“Esse grupo está sendo deveras importante, já que, assim conseguimos contribuir para uma educação melhor. O papel dos jovens é importante, já que nós somos o presente e o futuro, e as conquistas em várias áreas resultarão em nossa vida, seja por um futuro próximo, ou num futuro mais distante. Enfatizo que a união estabelecida entre escolas, coordenadorias regionais e Secretaria Estadual é um alicerce, uma base, uma força, porque assim ocorre a escuta dos três lados e um debate frutuoso nasce e se desenvolve’, comenta Gentil.

Na reunião realizada com os gestores escolares, o estudante Gentil  também esteve presente, apresentando maiores informações sobre sua participação no grupo de jovens. “Gentil faz parte do processo de gestão técnica em que a secretaria desenvolve o protagonismo juvenil. Esta é uma ação ímpar coordenada pela secretária Raquel e, com orgulho abrimos espaço para que este estudante, que representa todos de nossa coordenadoria, explicasse aos gestores como está essa organização”, comenta a coordenadora Juliane Bonez.

Ainda sobre as ações do Avançar na Educação, Juliane, ressalta que a implementação das escolas padrão é de extrema importância para a educação, porque além de garantir reformas estruturais e pedagógicas, o plano de ação irá colocar as escolas em consonância com as novas tecnologias e com o novo processo educacional que se apresentou após a pandemia.

Publicidade

Blog dos Colunistas