14°C
Erechim,RS
Previsão completa
0°C
Erechim,RS
Previsão completa

Publicidade

Geral

Consumo de bebida alcoólica cresce na pandemia

Em Erechim, empresários buscam alternativas para seguirem com as atividades do ramo em alta

teste
Giovani Castanho, proprietário da New Eventos Erechim - Tiago Ricardo Conci, proprietário da Pastor
Por Ragnara Zago
Foto Arquivo pessoal

A “nova era” em que vivemos atualmente, decorrente da pandemia da covid-19, trouxe muitas mudanças. Víamos de forma natural tomar um drink ou um chopp com os amigos no fim do expediente, nos bares da cidade. Hoje, a atividade já pode ser realizada, seguindo todas as medidas de segurança, porém, existe ainda aqueles que preferem o sistema pegue e leve ou delivery, para consumir as bebidas no conforto do lar.         

 

93,9% de aumento

            Com todas essas mudanças, o consumo de bebidas alcoólicas aumentou, segundo uma pesquisa realizada pela plataforma Compre & Confie – empresa de inteligência de mercado focada em e-commerce. A venda online de bebidas alcoólicas subiu 93,9%, com 248,9 mil compras realizadas. Além de comprarem mais, os consumidores também estão gastando valores elevados por pedido.

 

Novos planos

            Em Erechim existem muitas opções para poder comprar as bebidas e ingeri-las em casa. Giovani Castanho abriu sua empresa em 2017, onde na época trabalhava de garçom em várias casas. “Tive a ideia de ganhar dinheiro com isso e empreender. Com o tempo, o negócio foi crescendo e abrimos muitos leques, na prestação de serviços para eventos. Vindo de uma fase muito boa, em março de 2020 com a chegada da pandemia, fomos surpreendidos e obrigados a suspender nossa agenda que estava lotada”, conta o empresário. A partir daí, Giovani precisou se reinventar.

Foi então que surgiu um novo propósito. “Criei o primeiro delivery de drinks da cidade, onde o cliente pedia e recebia em casa, prontos, engarrafados, para acrescentar com gelo no copo”, expõe. O profissional afirma que a iniciativa foi um sucesso, até a população começar a frequentar os bares novamente. “Notei que voltando para as ruas, as pessoas além de frequentar presencialmente os estabelecimentos, também começaram a fazer os drinks em casa. Consequentemente, implantei os produtos para a venda, para que pudessem confeccionar as bebidas, renda que me faz viver nos dias atuais”, explana Giovani.

 

Desbravando horizontes

            Tiago Ricardo Conci também é empresário. Iniciou suas atividades em 2015 em Erechim. Segundo ele, a ideia sempre foi trazer cervejas de qualidade, de cervejarias que não chegavam até a região, principalmente o chopp em seus mais variados estilos. “Trabalhamos exclusivamente com cerveja e chopp, em garrafas, latas, pet e barris, copos e kits, enfim, tudo relacionado à cerveja”, conta.

            Com relação ao aumento das vendas durante a pandemia, o proprietário salienta que o consumo dos bares diminuiu, mas as vendas diretas subiram. “Bares e restaurantes sempre foram os maiores clientes de nossa empresa, mas a venda direta ao público aumentou. Pessoas passaram a buscar novas formas de consumo, no caso, cerveja e chopp, para beber em casa. E percebo que essa forma ainda está em processo de amadurecimento”, explica. Ele ainda acrescenta que, o sistema pegue e leve passou a ganhar forma neste período. “Estamos ainda descobrindo e nos adaptando. Em nossa loja há procura desde os estilos de cervejas mais tradicionais, como as pilsen, mas um número cada dia maior de clientes em busca de novidades tanto de estilos, como cervejas com frutas, com alguns adjuntos que tragam sabores inusitados, ou mesmo a procura por exemplares de cervejarias já reconhecidas no ramo artesanal, produzidas em nosso estado ou fora dele”, finaliza Tiago.

Leia também

Publicidade

Blog dos Colunistas