14°C
Erechim,RS
Previsão completa
0°C
Erechim,RS
Previsão completa

Publicidade

Rural

Palestra promovida pelo Colégio São José aborda o desafio de educar em tempos complexos

teste
Divulgação
Por Assessoria de comunicação
Foto Divulgação

A noite da última terça-feira foi especial para famílias e professores do Colégio Franciscano São José, pois ocorreu uma palestra online abordando os desafios de educar em tempos complexos. Em parceria com a FTD, o tema foi especialmente pensado para auxiliar os envolvidos com a educação a encontrar recursos para superar os obstáculos impostos pela pandemia, além daqueles já existentes no processo de construção da vida das crianças. 

Para falar sobre o assunto foi convidado Dyego Feitosa, que é pai, professor de Matemática e História, especialista em Neuropsicopedagogia, pedagogia dos projetos e psicanalista em formação. Ele tem dedicado a sua carreira ao desenvolvimento das inteligências e aprendizagem na escola moderna, mediando formação e palestras para gestores, professores, pais e estudantes. 

Dyego iniciou definindo o que são tempos complexos e destacou que todos os tempos têm sua complexidade. Segundo ele, a natureza da vida é problemática. “Temos uma tendência de esperar um futuro melhor, de achar que nossa experiência é mais complicada que a das outras pessoas”, explicou. Também pontuou que as escolhas que fazemos cotidianamente devem facilitar nossa vida e de quem convivemos; e que, para superar as complexidades da vida devemos entender que sozinhos não resolvemos nada. “A solução da complexidade está na coletividade”, complementou o palestrante. 

Segundo ele, os pais são os apresentadores desse mundo complexo para os filhos, o que os torna um centro de esperança ou de ansiedade. Ao abordar a diferença entre educar e escolarizar, Dyego lembrou que os adultos têm o hábito de projetar na vida das crianças a complexidade de suas próprias vidas. Nossos problemas não precisam ser os problemas dos nossos filhos e devemos separar o que é frustração nossa do que é, de fato, uma necessidade da criança”, destacou. Nesse sentido, Dyego Feitosa ressalta que os pais precisam se desconstruir para ajudar os filhos a se construírem na complexidade da vida. Então, para educar os filhos é importante, antes, autoeducar-se. Por fim, lembrou que, educar de fato, é educar para a sensibilidade.

A íntegra da palestra está disponível no canal do YouTube do Colégio Franciscano São José.

Leia também

Publicidade

Blog dos Colunistas