22°C
Erechim,RS
Previsão completa
Euro R$ 6,40 Dólar R$ 5,39
0°C
Erechim,RS
Previsão completa
Euro R$ 6,40 Dólar R$ 5,39

Publicidade

Erechim

Dom Adimir abre ano jubilar de ouro da Diocese de Erexim

A missa na Catedral foi concelebrada por 21 padres, com a participação de dois diáconos, religiosas, representantes de setores pastorais e outras pessoas, com os devidos cuidados para a prevenção da Covid-19

Dom Adimir abre ano jubilar de ouro da Diocese de Erexim
Dom Adimir abre ano jubilar de ouro da Diocese de Erexim
Por Da Redação/ Ascom
Foto ASCOM

Em missas na tarde deste sábado na Catedral e na manhã de domingo no Santuário de Fátima, Dom Adimir declarou aberto o ano jubilar de ouro da Diocese de Erexim que terá diversas atividades de estudo, levantamento histórico e reflexões nas paróquias, setores de pastoral e movimentos eclesiais até a romaria de Fátima no segundo domingo de outubro do próximo ano.

A missa na Catedral foi concelebrada por 21 padres, com a participação de dois diáconos, religiosas, representantes de setores pastorais e outras pessoas, com os devidos cuidados para a prevenção da Covid-19. A missa no Santuário foi concelebrada por 5 padres e número de participantes segundo os mesmos cuidados preventivos da pandemia.

Na motivação inicial para o louvor e a ação de graças no início do ano jubilar, foram lembrados alguns aspectos da vida diocesana, sua criação pelo Papa Paulo VI juntamente com as dioceses de Cruz Alta e Rio Grande, os Bispos até agora, as assembleias da ação evangelizadora, as atividades da coordenação e dos setores de pastoral, a formação para os ministérios ordenados e de leigos, as orientações diocesanas, a ação dos leigos e leigas, a infraestrutura e os recursos para as três dimensões fundamentais da Igreja, a evangelização, a liturgia e a caridade. (adiante, texto completo).

No começo de sua homilia, Dom Adimir se referiu ao início do mês vocacional, que neste ano tem como tema “Amados e chamados por Deus” e por lema, “És precioso aos meus olhos. Eu te amo” (cf Is 43,4). Externou saudação especial aos padres e diáconos, cuja vida e ministério são contemplados na primeira semana deste mês. Depois falou da abertura do ano jubilar, como tempo, segundo a Bíblia e a tradição da Igreja, de celebração da ação de Deus, de transformação, mudança e esperança. Tempo de projetar o futuro, na realidade presente, com a experiência do passado. Lembrou, com gratidão, os bispos que o precederam, os padres, diáconos, religiosos e religiosas, leigos e leigas que dedicaram a vida à Igreja nesta região. Em tudo o que viveram, nada os separou do amor de Cristo e nele se tornaram vencedores, conforme a segunda leitura da celebração. Mas há muito a realizar. Lembrando o evangelho do dia, que narrava a compaixão de Jesus pelos que o procuravam, curando seus doentes e providenciando o alimento para eles, ressaltou que ele continua a pedir para garantir o pão para a multidão necessitada, o pão da Palavra, o pão da Eucaristia, o pão da justiça, da solidariedade. Concluiu exortando a todos a pedir a Deus um coração humilde e agradecido, um coração sábio e generoso para viver o compromisso do Evangelho e realizar objetivo do plano diocesano da ação evangelizadora: Evangelizar, a partir da escuta e da vivência da Palavra de Deus, alimentados pela Eucaristia, fortalecendo uma Igreja diocesana de comunhão e participação, em saída, rumo à plenitude. (Adiante, a homilia de Dom Adimir)

No final da celebração, o Coordenador Diocesano de Pastoral, Pe. Maicon Malacarne, referiu-se ao 14º Plano da Ação Evangelizadora da Diocese, ressaltando que uma das marcas da sua história é a organização e o planejamento pastoral. Para ajudar na divulgação e implementação do atual Plano, cujo texto, há mais tempo, foi enviado às Paróquias, foi organizado um vídeo, do qual apresentou uma síntese.

Dom Adimir elencou algumas propostas iniciais para o ano jubilar: a constituição de uma comissão para planejar e coordenar as atividades a serem desenvolvidas, visita pastoral a todas as paróquias, retomada da história de cada paróquia e setor, impulso à vida de espiritualidade para uma experiência profunda de Deus, celebração solene dos 50 anos de Diocese no dia primeiro de agosto e encerramento do ano jubilar na romaria de Fátima em outubro do próximo ano. Ao declarar aberto o ano jubilar de ouro da Diocese, os participantes manifestaram sua alegria pelo anúncio com uma expressiva salva de palmas.

Leia também

Publicidade

Publicidade

Blog dos Colunistas