18°C
Erechim,RS
Previsão completa
Euro R$ 5,75 Dólar R$ 5,21
0°C
Erechim,RS
Previsão completa
Euro R$ 5,75 Dólar R$ 5,21

Publicidade

Segurança

Homem acusado de falso voluntário da saúde fala sobre o caso

IMG_0558.jpg
Por Redação
Foto Alan Dias/Arquivo

O homem apontado como falso voluntário da saúde, em e-mail divulgado na segunda-feira (23), e que supostamente estaria entrando em residências no bairro Progresso, entrou em contato com a redação do jornal para explicar os fatos envolvendo o caso e dizer que não existiu má fé nas ações.

Segundo a mensagem enviada, “sou natural aqui de Erechim e me dispus a ser voluntário para ajudar as pessoas que têm idade acima de 50 anos e não podem ir ao supermercado comprar seus mantimentos. Essa pessoa que informou que eu estaria me passando por funcionário dessa unidade de saúde me conhece desde criança.

Fui até a Delegacia de Polícia para me apresentar e falar sobre o que fiz, mostrar o que eu carregava na mochila e falar sobre minhas ações voluntárias.  

Pedi a ela que se precisasse de ajuda para ir ao mercado eu faria com maior prazer, pois sei que na casa mora pessoas de idade e com dificuldade de locomoção. Também falei para ela que tinha uma máquina, dessas que se compra na farmácia, para verificar pressão arterial e ofertei a ela, se assim aceitasse fazer para saber como estava a sua pressão.

Logo após o resultado, pedi se ela tomava remédios para controlar a pressão, pois o aparelho mediu sua pressão e estaria muito alta. Nada mais que isso fiz. Ou seja, ajudei essa pessoa e não entendi o motivo dela fazer isso tentando assim me prejudicar.

Mas já fui até a UBS, ainda nessa mesma data e falei sobre minhas ações. Fui instruído para que nada mais fizesse, pois, a pessoa que foi lá na UBS falar sobre minha ajuda, falou que eu estaria tirando sangue com agulha e seringa.

Confesso que estou decepcionado com o ser humano. Você tem a melhor das intenções, faz o possível para ajudar o próximo e o próximo tenta lhe prejudicar”.

Publicidade

Blog dos Colunistas