18°C
Erechim,RS
Previsão completa
Euro R$ 5,75 Dólar R$ 5,21
0°C
Erechim,RS
Previsão completa
Euro R$ 5,75 Dólar R$ 5,21

Publicidade

Ensino

Professores utilizam a tecnologia para manter rotina de estudos

Instituições estão realizando aulas no sistema de Ensino a Distancia (EAD)

Professora no Senac, Elisandra Azevedo
Professor na URI, Claudio Zakrzevski
Por Amanda Mendes
Foto Divulgação

Com a suspensão das aulas, para evitar a expansão do novo coronavírus, em todo o Alto Uruguai gaúcho, algumas instituições de ensino estão viabilizando ou ampliando a educação a distância. A iniciativa foi endossada por professores, que estão improvisando estúdios em suas casas, para seguir com a rotina de aulas.
Esse é o caso da professora de Inglês no Senac, Elisandra Azevedo, que atua com turmas de adolescentes e adultos. Para ela, as medidas de restrições sociais são essenciais para a proteção à saúde pública. “Suspender as atividades presenciais foi uma atitude muito prudente e que revela a importância de proteger nossos alunos e, também, os funcionários da Instituição”, contou à reportagem do Jornal Bom Dia.
Elisandra relata que sua rotina não foi alterada significativamente, considerando que o planejamento pedagógico já era realizado em casa. “Com relação as aulas de idiomas do Senac (Italiano, Francês, Alemão e Inglês), todos os docentes estão utilizando uma plataforma online, em que os alunos recebem um link de acesso, para que tanto os professores quanto os estudantes entrem no mesmo horário das aulas presenciais. Está funcionando muito bem esse sistema, e assim há interações entre todos. Além disso, o Senac disponibilizou versões online dos livros que utilizamos em sala de aula, para podermos usar nessa plataforma”.
“Percebo que os alunos têm aceitado bem a proposta, visto que tomamos todos os cuidados para manter a mesma qualidade da aula presencial. Sobretudo, acredito que é muito importante para os estudantes que desejam aprender uma outra língua, manter uma rotina de estudos para não perder a prática”, acrescentou a professora.
Nesse cenário, o professor de Física na Universidade Regional Integrada (URI) – campus Erechim, Claudio Zakrzevski, pontua que o uso das tecnologias de comunicação auxilia nesse processo de isolamento. “Atualmente vivemos uma situação nunca vista no setor educacional, que é a paralisação completa das aulas presenciais, em função desta grave ameaça chamada coronavírus. Essa medida é essencial para a redução da chance do contágio entre a comunidade universitária, atendendo às recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS) e de agências sanitárias brasileiras. Entretanto, estar em isol amento e m casa, não impede que as aulas possam ser continuadas com o uso de tecnologias de comunicação e informação, utilizando ferramentas que efetivamente contribuam no processo de ensino e aprendizagem. As tecnologias e o bom planejamento das aulas, com o uso de diferentes estratégias metodológicas, possibilitam estarmos juntos, de modo virtual, com os estudantes”, argumentou.
“Sendo assim, estamos trabalhando normalmente, ministrando aulas em ambientes de aprendizagem virtuais e as aulas estão ocorrendo por meio de videoconferência, com o professor da disciplina. Durante o vídeo, podem ser realizadas apresentações de conteúdo, simulações, discussões de textos, entre outros. Após esse momento, os estudantes são orientados para desenvolverem trabalhos individuais e/ou em grupos, com a intuito de aprofundar conhecimentos ou aplicar saberes”, acrescentou Claudio.
Ainda, o professor destaca que a falta do contato presencial lhe faz falta, mas que nessa situação, é necessário cumprir as orientações de evitar aglomerações. “Como professor, que utiliza intensivamente neste momento essas tecnologias, sinto a falta do contato direto com os alunos. O trabalho presencial permite uma atenção mais individualizada, a percepção pelo professor de dificuldades de alguns, e o estabelecimento de diálogos e discussões que extrapolam a disciplina, fatores que são tão importantes para a formação do aluno como cidadão. Para manter essa proximidade e atender individualmente cada estudante, estamos utilizando os recursos tecnol& oacute;gicos ao nosso favor (whattsapp, e-mail e videoconferências). Ficar longe fisicamente, nesse momento, é a melhor forma de mostrarmos que estamos cuidando uns dos outros”, concluiu.

Leia também

Publicidade

Blog dos Colunistas