18°C
Erechim,RS
Previsão completa
Euro R$ 5,68 Dólar R$ 5,15
0°C
Erechim,RS
Previsão completa
Euro R$ 5,68 Dólar R$ 5,15

Publicidade

Rural

Chuvas amenizam situação das lavouras de milho e soja no Alto Uruguai

As lavouras de soja no Alto Uruguai, com área plantada de 238 mil hectares, estão 20% em estado vege
Por Assessoria
Foto Izabel Seehaber

A umidade do solo ainda é suficiente para manter as lavouras de soja e milho que estão em bom desenvolvimento, de acordo com informativo do Escritório Regional da Emater/RS-Ascar de Erechim.

Perda de 5%

As lavouras de soja, com área plantada de 238 mil hectares, estão 20% em estado vegetativo e 75% entre floração e formação de legumes e 5% enchimento de grãos. Lavouras com bom aspecto, com poucos sintomas de ataque de insetos ou doenças, de acordo com levantamento da Emater/RS-Ascar, em parceria com a Secretaria da Agricultura, Pecuária e Desenvolvimento Rural (Seadpr). A estimativa de perda é de 5% a partir da produtividade inicial esperada.  Preços em média R$ 80,00/sc.

Quebra maior

Já as lavouras de milho, com área plantada de 44.303 hectares, a previsão de perdas é de 15% da produtividade devido a estiagem. A previsão incialmente projetada era de 9.274 kg/ha ou 154,56 sc/ha). A cultura está 5% floração, 80% enchimento de grãos a maduro por colher e 15% colhido. Preço R$ 43,00/sc.

Silagem

Também há previsão de 15% de perdas na produtividade do milho destinado a silagem. O milho silagem, com área cultivada de 16.610 hectares, com expectativa inicial de 38.800 kg/ha. A cultura está com 25% em fase de formação de grãos e 75% colhida. Há perdas sensíveis na qualidade do grão.

Feijão

O feijão, com área plantada de 1.148 hectares está com mais de 90% da área cultivada colhida e 10% em enchimento de grãos.  A expectativa inicial de 1.842 kg/ha. 

 

Calor prejudicial ao desenvolvimento

O clima quente tem prejudicado o desenvolvimento das folhosas. Alface, tempero verde, rúcula, por exemplo, tiveram diminuição de tamanho, perda da qualidade e incidência de pragas.

 

 

Fruticultura

Segue a colheita da safra da uva. Na região do Alto Uruguai, de acordo com informativo conjuntural da Emater/RS-Ascar, são cultivados 560 hectares, com expectativa inicial de 19.000 kg/ha.  Até o momento, as perdas na produtividade chegam a 10%. A qualidade da fruta está boa. A fruta vem sendo comercializada de R$ 2,50 a 4,00/kg.

Também estão sendo colhidos morangos e pêssegos, com frutos de boa qualidade. Os pomares de laranja e bergamota estão em fase de formação de frutos.

Criações

As precipitações pluviométricas da semana anterior propiciaram aos agricultores a aplicação de adubos nitrogenados em cobertura, que acelerou a taxa de crescimento das plantas forrageiras. Oferta de pasto é boa.

Bovinocultura de corte

Pastagens com bom rebrote. Os rebanhos estão com boa sanidade. Preço do novilho estável em torno de 6,50 R$/kg. Preços do boi gordo seguem na faixa de 6,00 a 6,50 R$/kg para animais europeus, com pagamento em 30 a 45 dias.

Bovinocultura de leite

Cresce o número de confinamentos na região (Compost barn e Free stall).  Alguns agricultores estão ensilando o milho. A qualidade da silagem é intermediária, com menor teor de grãos e maior lignificação da parte aérea das plantas. O consumo de alimentos conservados como silagens e fenos vem aumentado. A semana foi boa para a atividade, com suficiente umidade no solo e temperaturas mais amenas em relação ao período anterior. Os rebanhos apresentam boas condições sanitárias. Atualmente a média paga ao produtor é de R$ 1,30 o litro, chegando a R$ 1,60 para produtores com mais quantidade ou qualidade.

 

Leia também

Publicidade

Blog dos Colunistas