0°C
Erechim,RS
Previsão completa

Publicidade

Ensino

Para uma formação global, Colégio Marista Medianeira intensifica ensino de Língua Inglesa

Assim, a partir do próximo ano, o Colégio dará início ao Programa Vivências Bilíngues e Multiculturais

Diretora do Marista Medianeira, Cheila Milczarek, concedeu entrevista à TV Bom Dia
Por Amanda Mendes
Foto Marcos Quadros

Para proporcionar uma educação cada vez mais global e conectada às demandas mundiais, o Marista Medianeira está implementando um projeto para qualificar o ensino da Língua Inglesa. Assim, a partir do próximo ano, o Colégio dará início ao Programa Vivências Bilíngues e Multiculturais.

De acordo com a diretora da instituição, Cheila Milczarek, o Programa será desenvolvido com os estudantes do primeiro ano do ensino fundamental ao segundo ano do ensino médio. Para ela, a iniciativa dialoga com a demanda pelo domínio de uma segunda língua.

“Estamos planejando e divulgando esse Programa com todo cuidado e dedicação, pois a formação do sujeito envolve o estudo intenso da Língua Inglesa e o faz desenvolver novas habilidades. Por isso, consideramos que é de extrema importância que esse projeto seja executado dentro do currículo escolar, ou seja, não apenas como a oferta de algo a mais no Colégio, mas sim complementando aquilo que já fazemos no Medianeira”, contou Cheila em entrevista à TV Bom Dia.

Neste sentido, a diretora ressalta que o Colégio procurou parcerias com empresas para que possam assessorar o projeto. “Não queríamos algo que fosse separado do jeito Marista de educar, com isso, tivemos o cuidado de procurar uma instituição que fosse flexível para se adaptar ao nosso currículo. Ou seja, nossa metodologia continuará guiando o Programa, mas com o apoio pedagógico e de materiais de outra empresa. Desta maneira, os estudantes irão aprender inglês dialogando com todos os outros conteúdos do currículo. Sobretudo, ele foi pensado à luz dos documentos da nossa escola, portanto segue nossos princípios educativos”, complementou.

O Programa organiza-se por meio dos eixos estruturantes: comunicação e interação, investigação e conhecimento, e diversidade cultural, que servem de base para o desenvolvimento da área de linguagens, códigos e suas tecnologias. Cheila explica, ainda, que ele será desenvolvido de maneiras distintas conforme os níveis de ensino.

“Do 1ª ao 5ª ano do ensino fundamental a Língua Inglesa estará incluída no currículo regular, após o sexto ano será disponibilizado de maneira extraclasse, ou seja, como uma disciplina optativa. A partir do 9ª ano do ensino fundamental ao ensino médio, nossa parceria é que com uma empresa internacional, que já presta assessoria em outras escolas da rede Marista, no formato de high school”, acrescentou Cheila.

A diretora explica que a proposta será diferenciada, levando em consideração que os estudantes de séries mais avançadas já realizam curso de Inglês, assim, estudar no Colégio ficará como escolha do aluno e sua família. Mas, ressalta, “estamos implementando de forma gradativa, então, nada impede que possamos ampliar a carga horária nos próximos anos ou torná-la obrigatória em todos as séries”, concluiu.

Leia também

Publicidade

Blog dos Colunistas