0°C
Erechim,RS
Previsão completa

Publicidade

Segurança

Em 10 anos, Consepro repassou mais de R$ 6 milhões para a segurança de Erechim

Membros da diretoria do Consepro, Valdecir Ril, Jaime Pereira de Lima e Miguel Gotler.jpg
Por Alan Dias
Foto Alan Dias

O Conselho Comunitário Pró-Segurança Pública (Consepro) realizou prestação de contas para entidades parceiras e de acordo com os números apresentados, em 10 anos o órgão arrecadou mais de R$ 6 milhões para a Segurança Pública do Alto Uruguai.

Fundado em 1988 e tendo como presidente em boa parte do tempo, Miguel Gotler, o Consepro se destaca na capacidade de buscar parcerias e gerar recursos para equipar e aparelhar as forças policiais no município. Atendendo Polícia Civil, Brigada Militar, Polícia Rodoviária Estadual, Patrulha Ambiental, Departamento de Florestas e Áreas Protegidas, Superintendência dos Serviços Penitenciários, Instituto Geral de Perícias (IGP), Presídio Estadual de Erechim e Polícia Rodoviária Federal, ao longo dos anos o Consepro já financiou reformas em delegacias, adquiriu móveis, forneceu armamentos, desde pistolas até fuzis, munição, utensílios, equipamentos de informática, equipamentos de videomonitoramento e viaturas para a Patram, Brigada Militar e Polícia Civil.

Para se ter uma ideia ainda maior sobre a importância da entidade para o município, basta citar que o Posto de Identificação, que além de Erechim atende toda região Alto Uruguai, é mantido desde 1995 pelo Consepro e pelas taxas pagas pelos usuários, inclusive salários dos funcionários e encargos legais.

 

Posto Avançado do IGP

O Posto Avançado do IGP em Erechim, que atualmente abriga o Posto de Identificação e o Posto Criminal na área do Seminário Nossa Senhora de Fátima, começou a funcionar no final de 2018 e ainda sofre com a falta de efetivo (responsabilidade do governo estadual), mas é considerado o melhor equipado do estado e conta com alojamento para servidores em deslocamento. Foi montado com recursos obtidos pelo Consepro, através de parcerias com entidades e órgãos do município e o aluguel da sede é pago pela prefeitura. “Foi construído sem um único centavo do estado”, destaca o presidente do Consepro, Miguel Gotler.

 

Parcerias

O Consepro não alcançaria tantos resultados, não fosse a incansável capacidade de seus membros, todos voluntários, em buscar parcerias de curto, médio e longo prazo e como grandes parceiros tem: Sicredi, Consórcio Itá, Tractebel, prefeitura (todas as administrações), Ministério Público, Promotoria, Poder Judiciário e diversas empresas da cidade, algumas que preferem permanecer anônimas.

Como principal argumento para a realização destas parcerias, Miguel Gotler cita o “retorno fantástico” dado pelos órgãos de segurança em prisões, elucidação de crimes, prevenção, entre outros.

Para facilitar a distribuição dos recursos e focar nas necessidades mais urgentes que podem ser alcançadas, o Consepro mantém uma conta bancária individual para cada órgão.

Contribuições/Doações recebidas por ano

2009

237.817,43

2010

278.997,78

2011

430.984,32

2012

388.282,91

2013

332.690,48

2014

430.273,36

2015

493.124,03

2016

697.185,06

2017

1.129.511,80

2018

1.620.817,28

Total

6.039.684,45

Publicidade

Blog dos Colunistas