0°C
Erechim,RS
Previsão completa

Publicidade

Geral

Grevistas do Judiciário buscam apoio do Executivo e do Legislativo

Oficiais escreventes foram buscar apoio do secretário Faccioli, que não veio, mas acabaram conversan
Por Rodrigo Finardi
Foto Rodrigo Finardi

Desde o dia 24 de setembro que servidores do Tribunal de Justiça do RS (TJ-RS) entraram em greve em função do Projeto de Lei (PL) 93, de 2017, que tramita na Assembleia Legislativa do RS e que extingue o cargo de oficial escrevente (são 3.500 servidores ativos e 2 mil inativos). O projeto cria o cargo de técnico judiciário que, na prática substitui o de oficial escrevente. Desta forma, quem ocupa esses cargos, perderão seus direitos, e não terão mais plano de carreira, e com isso gradativamente deixarão de existir.

Na quarta-feira (16), parte dos oficiais serventes que tem em Erechim foram até a prefeitura para buscar o apoio do Executivo e do Legislativo.

Foram recebidos pelo prefeito, que passou a demanda para o deputado Paparico Bacchi que estava presente para ajudar a classe. Um dos servidores disse que terão que ensinar os técnicos que depois serão seus chefes, ganhando mais e com plano de carreira.

Leia também

Publicidade

Blog dos Colunistas