16°C
Erechim,RS
Previsão completa
Euro R$ 6,47 Dólar R$ 5,48
0°C
Erechim,RS
Previsão completa
Euro R$ 6,47 Dólar R$ 5,48

Publicidade

Rural

Emater/RS-Ascar incentiva erva-mate orgânica e turismo para jovens rurais

Jovem de Erechim visitam agroindustria erva-mate organica de Áurea
Por Assessoria de Comunicação
Foto Divulgação

Jovens agricultores da região Alto Uruguai estão sendo capacitados através do Curso de Empreendedorismo Rural, seis módulos, administrado pelo Centro de Treinamentos da Emater/RS-Ascar de Erechim. Participam 30 jovens, que na terça-feira (24), em Áurea, visitaram a Ervateira Tchê/Tio Thomas, dos jovens empreendedores da família Prichoa. Na visita, conferiram o fluxo operacional da agroindústria, bem como os processos de Certificação Orgânica da erva-mate, numa parceria da Rede EcoVida, Centro de Apoio e Promoção da Agroecologia (Capa), Emater/RS-Ascar e Associação dos Produtores de Erva-Mate do Alto Uruguai Gaúcho (Aspemate).

Prestigiaram a visita de campo, representando a Emater/RS-Ascar, a assistente técnica estadual em Juventude Rural, Clarice Vaz Emmel Bock, o supervisor regional e engenheiro agrônomo Valdir Pedro Zonin, a assitente técnia regional social, Nadia Farina Fabiane da Rosa, e a instrutora do Cetre, Karen Marchetto, além de integrantes dos escritórios municipais de Áurea, Carlos Gomes, Viadutos, Getúlio Vargas, Ipiranga do Sul e Erval Grande.

No empreendimento agroindustrial que já processa mais de duas mil toneladas de erva-mate por ano. A matéria prima certificada é oriunda dos agricultores da Aspemate/Viadutos. “Esta é uma tendência dos consumidores da atualidade, na busca de alimentos mais sustentáveis, livres de agroquímicos”, avalia Zonin, ao destacr a viabilidade do processo orgânico da erva-mate, já que com um bom manejo, envolvendo adubações verdes, orgânicas e fosfatos, é possível obter boas produtividades.

Durante a visita, os jovens também puderam presenciar o processo de Certificação de Qualidade, realizado pela Gerência de Classificação e Certificação da Emater/RS-Ascar, do qual a empresa também está credenciada.

Para os jovens participantes do curso, o principal ponto da visita foi ver na prática três jovens empreendedores (os irmãos Prichoa), bem sucedidos neste ramo, “um exemplo de vocação, ousadia, dedicação e persistência”, avaliaram.

Completando a jornada, os jovens degustaram um delicioso cardápio polonês na Cantina do Euclécio e Zenir Teixeira e, à tarde, conheceram o projeto "Resgatando a História", na propriedade de Otávio e Maria Trzczinski, que integra a Rota Polonesa de Turismo Rural, que oferece passeios de "trenzinho" e provaram os tradicionais aperitivos: "barquete de kalenchoe", "brinde nasdrowie" e a linguiça na taquara "ognisko".

Leia também

Publicidade

Blog dos Colunistas