0°C
Erechim,RS
Previsão completa

Publicidade

Esportes

Noite marcada por um encontro de campeões

Adau e Ypiranga realizaram um encontro emocionante
Por Kaliandra Alves Dias
Foto Divulgação

Eles são campeões nas quadras e nos campos. Vivem e respiram a paixão pelo esporte diariamente. Mas apesar das modalidades serem diferentes, lutam pelo fortalecimento dos times esportivos e dos paradesportivas de Erechim.

O encontro entre os jogadores da Adau e do Ypiranga aconteceu na noite da última quarta-feira (14), na Universidade Regional Integrada do Alto Uruguai e das Missões (URI). Em uma noite com diversas trocas de experiências, a maior lição conquistada por todos foi a superação, persistência e o companheirismo.

De acordo com a coordenadora do curso de educação física da URI, Alessandra da Veiga, o encontro entre as duas equipes foi planejado pelos professores Bruno Faleiro e Adilson Stankiewicz. “A vivência foi muito interessante exatamente pelo fato de serem modalidades diferentes, pois os atletas puderam se divertir jogando o basquete. Esse ambiente descontraído auxilia na preparação das duas equipes que estão em fase competitiva nos seus respectivos campeonatos. Os acadêmicos também puderam conhecer um pouco mais os atletas de ambas as equipes”, destaca Alessandra.

No início deste mês, a equipe da Adau conquistou o título na V Copa Lajeado – que faz parte da terceira etapa do Campeonato Gaúcho. De acordo com o presidente da Associação, Janei Gibrair Xavier, além de homenagear o atleta Adelir Cechett Junior, conhecido como Juninho, o encontro também teve como objetivo mostrar as limitações. “Isso contempla tanto as pessoas com deficiência que jogam futebol, por exemplo, quanto eles, pessoas sem limitações físicas, jogando em uma cadeira de rodas. O principal tema abordado foi superação, persistência e companheirismo”.

Já o presidente do Ypiranga, Adilson Stankiewicz, salientou a superação. “Muitos dos atletas da Adau são nossos torcedores, em especial o Juninho, que é um torcedor raiz, daqueles que sobem no alambrado para empurrar a equipe, mesmo com suas dificuldades físicas. É um exemplo de superação”.

Rachão

Um rachão de basquete em cadeira de rodas foi realizado entre os dois times. O presidente do Ypiranga, destacou que durante a atividade todos se divertiram. “Nossos jogadores se envolveram completamente, disputaram um rachão e aprenderam. Foi engrandecedor ver o sorriso estampado no rosto de todos. Um momento marcante foi quando o Carlão (goleiro), que aniversariava na quarta-feira (14), entregou a camisa autografada por todos ao Juninho. A emoção de todos era evidente”.

Capitão do Ypiranga, o volante Fidélis destacou que, independente das diferenças nas modalidades, todos são verdadeiros campeões. “A troca de experiência foi a melhor possível. Vimos que o esporte não tem diferença e que todos nós, de alguma forma, somos verdadeiros campeões. Cada um aprendeu com a dificuldade do outro”.

A inclusão

A inclusão social é uma das principais características do esporte. Além de trazer benefícios à saúde, ele promove a integração. “O espírito esportista está no coração de cada atleta, seja ele com deficiência ou não. Essa força nos une e nos unirá cada vez mais, com nossos atletas profissionais ou amadores de nossa cidade”, ressalta Janei.

Adilson resumiu o encontro em uma palavra: emocionante. “Poder trazer nossos atletas à URI, e proporcionar este encontro de experiências, não tem preço. Foi uma noite de muita emoção para todos, principalmente para nós do Ypiranga”.

O esporte que motiva

Os apaixonados sabem que independente da modalidade, o esporte ensina, incentiva e mostra que não é um simples jogo. E na noite de quarta-feira, ficou comprovado o quão importante é fazer parte deste mundo. “Não importa se você é um atleta de alto rendimento ou um paraolímpico. O prazer, a competição, o espírito de grupo, a excelência faz de você um vencedor, não importa suas limitações. Na verdade, limitações, todos nós temos. Mais uma vez honramos nosso hino, nossa história, principalmente a estrofe que diz "as vitórias da força e do amor”, finaliza Adilson.

Um torcedor apaixonado pelo Ypiranga

Fanático e incentivador. Juninho está sempre presente no estádio Colosso da Lagoa. Em suas redes sociais, o torcedor do Canarinho destacou a noite inesquecível que viveu. “Quem diria que um simples torcedor do alambrado do Colosso, viveria um momento tão incrível de sua vida. Só quem acredita que o esporte muda vidas, o esporte faz acontecer. O esporte tem sentimentos e gera muita felicidade. Pude conhecer e ser presenteado pelos nossos gladiadores do Colosso. Sem falar no rachão que fizemos, onde puderam sentir a emoção de sentarem em uma cadeira de rodas e jogar um basquete com nosso time. Nós queremos agradecer a todos e dizer que ainda iremos ter muitas alegrias juntos”, destaca Juninho.

Publicidade

Publicidade

Blog dos Colunistas