0°C
Erechim,RS
Previsão completa

Publicidade

Esportes

EVF B tem a segunda melhor campanha na Liga Gaúcha de Voleibol Série B

A etapa de Tapera reuniu seis equipes
Por Assessoria de imprensa
Foto Pratiksha Fotografia

A equipe de voleibol de Erechim, EVF B participou no último domingo (23) de sua terceira etapa da LGV Série B e conquistou pela segunda vez o vice-campeonato. A etapa de Tapera reuniu seis equipes.

A equipe EVF B venceu seus dois jogos da fase classificatória. Na semifinal, o adversário foi a equipe da AABB de Ijuí, que até então era segundo colocada no ranking da competição. No primeiro set vitória da AABB, no segundo, o time de Erechim foi melhor em todos os fundamentos e levou a disputa da vaga a grande final para o set de desempate (tie break). O set final foi emocionante, a disputa se deu ponto a ponto e a emoção foi a flor da pele. A equipe da EVF B fechou o jogo fazendo o placar de 16 x 14 e vencendo por 2 sets a 1.

Assim como já havia acontecido na etapa de Erechim a final teve dobradinha da EVF. A equipe EVF A, que segue invicta na competição, superou a EVF B pelo placar de dois sets a zero, seguindo assim como única equipe a ganhar etapa da LGV da série B no ano de 2019.

Os prêmios individuais ficaram com os seguintes atletas:

Melhor defesa: Arthur Antonelo – EVF

Melhor ataque: Mateus Malacarne – EVF

Melhor levantador: Marcelo Titon – EVF

MVB (melhor jogador): Marcelo Titon – EVF

Para o treinador da equipe, Júlio Dornelles, os resultados alcançados vão além das expectativas planejadas para a equipe EVF B. “A ideia inicial era preparar os atletas jovens, para futuramente estarem aptos a integrar a equipe principal. Ficamos gratos pelo fato deles já estaremos conquistando resultados expressivos, o que demonstra que o trabalho realizado com a base nos treinamentos está na direção correta”.

Uma paixão que une pai e filho

Em quadra, Juliano Rizzi e seu filho, João, se unem em prol de um amor em comum: o vôlei. O atleta Juliano joga como ponteiro e levantador, já seu filho João atua como oposto. Juliano comenta que joga com muita vontade para mostrar aos mais novos que a superação vem pelo esforço que se faz para conseguir um objetivo: “ É preciso muita determinação e a grande jogada é confiar no que se sabe e buscar dar sempre o seu melhor”. Para João, é muito gratificante estar em quadra com o pai já que para ele é exemplo de caráter e determinação. “Ele me ensinou a amar o voleibol, e hoje temos a oportunidade de competir juntos e vivenciar as emoções que só este esporte pode proporcionar. Ele me ajuda no jogo e na vida”.

Leia também

Publicidade

Blog dos Colunistas