0°C
Erechim,RS
Previsão completa

Publicidade

Rural

FETRAF-RS entrega pauta de reivindicações ao secretário estadual de Agricultura Covatti Filho

Fetraf
Por Assessoria de Imprensa
Foto Divulgação

A direção da Federação dos Trabalhadores na Agricultura Familiar do Rio Grande do Sul – FETRAF-RS/CUT – realizou na última segunda-feira, 17 de junho, uma audiência com o secretário da Agricultura Pecuária e Desenvolvimento Rural do Rio Grande do Sul, Covatti Filho. O objetivo do encontro foi de entregar oficialmente ao secretário a Pauta de Reivindicações da Agricultura Familiar ao governo estadual para o ano de 2019.

Entre os assuntos discutidos no encontro, o Programa Troca-Troca de Sementes foi abordado, com o objetivo solicitar a antecipação da contratação. A FETRAF-RS solicitou, ainda, maior espaço de participação nas feiras estaduais da Agricultura Familiar.

Outra preocupação da Federação discutida na audiência foi o tema da Cadeia Produtiva de Leite, sendo solicitada ao secretário intervenção política junto ao Ministério da Agricultura no ensejo de prorrogar as exigências das portarias 76 e 77. Também tratou-se sobre as importações de leite da Argentina e do Uruguai e as medidas antidumping. Ademais, foram tratadas questões de infraestrutura, principalmente programas de acesso à internet no campo, além da geração de energia solar. “Esta audiência foi uma oportunidade para apresentarmos ao secretário Covatti Filho as principais preocupações da Agricultura Familiar gaúcha. Iniciamos um processo de colaboração entre a Secretaria da Agricultura Pecuária e Desenvolvimento Rural e a FETRAF-RS, que será materializado a partir de reuniões técnicas”, explicou o coordenador Geral da FETRAF-RS, Rui Alberto Valença.

Para o coordenador geral do Sindicato Unificado dos Trabalhadores da Agricultura Familiar do Alto Uruguai - SUTRAF-AU, Douglas Cenci, o encontro foi importante para manifestar o posicionamento dos agricultores familiares sobre diferentes temáticas que tem impacto direto no trabalho no campo.  “A agenda foi positiva, mas o governo precisa demonstrar efetividade na pratica, precisamos ter um estado indutor do desenvolvimento onde a agricultura familiar tem papel determinante no processo, o atendimento as pautas apresentadas são fundamentais para garantir que a categoria continue produzindo alimentos, gerando emprego e contribuindo para o crescimento do estado”, destacou.

Leia também

Publicidade

Publicidade

Blog dos Colunistas