0°C
Erechim,RS
Previsão completa

Publicidade

Rural

Emater/RS-Ascar promove 3ª edição do curso Plantas Medicinais, Aromáticas e Condimentares

Curso Plantas Medicinais
Por Assessoria de Imprensa
Foto Divulgação

Um grupo de profissionais da área saúde do Alto Uruguai, entre agentes de saúde, médicos e enfermeiras, está em Erechim participando da 3ª edição do curso de Plantas Medicinais, Aromáticas e Condimentares oferecido pela Emater/RS-Ascar. Também integra o grupo duas profissionais da 11ª Coordenadoria Regional de Saúde (11ª CRS) e produtoras. O curso iniciou nesta segunda-feira (13) e se entende até quinta-feira (16), no Centro de Treinamento de Agricultores de Erechim (Cetre).

O grupo foi recepcionado pelo gerente regional adjunto da Emater/RS-Ascar de Erechim, Marcos Gobbo, pela assistente técnica regional social, Nádia da Rosa, e pelo coordenador do Cetre, Jorge Silvano Silveira. Gobbo agradeceu aos participantes, a 11ª coordenadoria Regional de Saúde, às parcerias com o Sicredi e Cresol, e colocou o Cetre à disposição de todos. “Este é um local agradável com toda infraestrutura”, salientou.

Nádia da Rosa destacou a importância de qualificar os conhecimentos. Também ressaltou que o desafio é implementar as práticas integrais, dentre elas, as medicinais nas Unidades Básicas de Saúde na região do Alto Uruguai. “Estamos evoluindo nesta temática na região”, disse, ao citar que um grupo de extensionistas da Emater/RS-Ascar esteve, na semana passada, na Secretaria Estadual de Saúde, para avaliar a possibilidade do município de Campinas do Sul implantar o uso de plantas medicinais na Unidade Básica de Saúde do município. Jorge Silvano Silveira garantiu que mais de 20 pessoas já manifestaram interesse em participar da próxima edição do curso, programada para o período de 21 a 24 de outubro.

O conteúdo programático, teórico e prático é repassado por um grupo de extensionistas da Emater/RS-Ascar. Entre os temas abordados estão síntese histórica, conceitos, princípios ativos das plantas, princípios básicos na identificação botânica, metodologias de horto, políticas públicas e legislação e boas práticas de fabricação. Também integra o conteúdo o cultivo, preparos caseiros, manejo e preparo do solo e da muda, fertilidade (vermicompostagem e compostagem), manejo integrado de pragas, colheita, secagem e armazenagem, entre outros.

Horto - No pátio do Cetre foi implantado um Horto de Plantas Bioativas. O horto, com três metodologias didáticas (boneco fitoterápico, relógio do corpo humano e espiral) atende à legislação da Anvisa e vem sendo utilizado como uma das ferramentas no curso. As plantas medicinais, aromáticas e condimentares, dispostas na metodologia do relógio, baseiam-se no uso tradicional e no conhecimento científico, correlacionadas aos órgãos conforme a ação terapêutica de cada planta. Entre as orientações repassadas estão as formas de identificação das plantas, o cultivo e o horário mais adequado para o consumo de acordo com cada órgão, entre outras dicas.

Leia também

Publicidade

Blog dos Colunistas