0°C
Erechim,RS
Previsão completa

Publicidade

Rural

Curso de BPF de Erva-Mate atrai ervateiros de várias regiões do Estado

Curso BPF Erva Mate
Por Assessoria de Imprensa
Foto Divulgação

Um grupo de funcionários e proprietários de ervateiras de várias regiões do Rio Grande do Sul está em Erechim, participando do curso de Boas Práticas de Fabricação, destinado a atividade voltada a erva-mate e derivados. O curso, promovido pela Emater/RS-Ascar, iniciou nesta segunda-feira (6) e se estende até sexta-feira (10), com duração de 40 horas/aula. As atividades são realizadas no Centro de Treinamento de Agricultores de Erechim (Cetre).

A busca de qualificação, aprimoramento dos conhecimentos, troca de experiências, informações sobre legislação, além de outras questões ligadas a cadeia produtiva da erva-mate encontram-se entre os pontos destacados como expectativas dos participantes durante a abertura do curso.

Entre os conteúdos ministrados estão a implantação e manejo, elaboração da planta baixa da ervateira, fundamentos de boas práticas de produção, microbiologia e prática de material microbiológico, higiene pessoal e de instalações, boas práticas no transporte e processamento da erva-mate, controle de pragas e doenças, elaboração de Procedimentos Operacionais Padrão e elaboração do Manual de Boas Práticas de Fabricação. Também foi abordada a legislação, principalmente a Portaria 194/2016, da Secretaria Estadual da Saúde/RS, que exige o curso de Boas Práticas de Fabricação de Erva-Mate e derivados.

O curso está sendo ministrado pelos instrutores da Emater/RS-Ascar Carlos Angonese, Waldir Machado, Ilvandro Barreto de Melo, Gaspar Scheid e Bruna Bresolin Roldan.  Na quinta-feira (09/05), o grupo fará uma visita técnica a Ervateira Rei Verde, localizada em Erechim. A visita orientada integra a programação do curso.

Os participantes foram recebidos pelo coordenador do Cetre Jorge Silvano Silveira e pelo gerente regional da Emater/RS-Ascar de Erechim, Gilberto Tonello.

 

Região

Na região do Alto Uruguai são cultivados cerca de 7 mil hectares com erva-mate, envolvendo aproximadamente 1.500 produtores na atividade. A produtividade é de 800 arrobas por hectare. São mais de 40 ervateiras e dez viveiros de mudas.

Leia também

Publicidade

Blog dos Colunistas