28°C
Erechim,RS
Previsão completa
Euro R$ 4,65 Dólar R$ 4,19
0°C
Erechim,RS
Previsão completa
Euro R$ 4,65 Dólar R$ 4,19

Publicidade

Turismo

Gramado era uma adolescente perto de Erechim, quando desenvolveu o turismo

Le Jardin Parque de Lavanda
Por Rodrigo Finardi
Foto Rodrigo Finardi

No feriadão passei três dias em Gramado. Fazia alguns anos que não visita o local. A primeira vez que estive lá foi em 1987. Traço essa linha do tempo, pois a cada visita vislumbro as mudanças, o crescimento e principalmente a vocação para o turismo. São surpresas e mias surpresas.

A qualidade do atendimento

Além da beleza natural, o atendimento das pessoas é de uma naturalidade, de uma simpatia, que faz com que queremos voltar.  Gramado foi emancipado em 15 de dezembro de 1954 do município de Taquara. Irá completar 65 anos no final de 2019.  Portanto, 36 anos mais nova que Erechim.

A adolescência e o cinquentenário

Quando Erechim completou 50 anos em 1968, Gramado estava entrando na adolescência com 14 anos, com muitos sonhos. Sonhos esses que foram se tornando realidade. Mas por traz disso muito trabalho, preparação das pessoas, e acima de tudo acreditar em sua vocação.

Aspectos parecidos

Em Erechim e no Alto Uruguai, temos uma região muito bonita. Alguns lugares, lembram e muito os aspectos encontrados em Gramado (inclusive a colonização). Um exemplo é a ERS 420 que liga Erechim a Aratiba. Alguns empreendimentos já foram feitos, mas poderia ser muito mais, se o setor público fosse o impulsionador da indústria sem chaminé. Perdemos o trem da história.  

Pouco eco

Falar de turismo em Erechim é restrito a poucas pessoas, e que muitas vezes não ganham eco. Mas se lá traz, algo tivesse sido feito, não tenho dúvidas que estaríamos num patamar bastante avançado. Em 1987 Gramado não era como é hoje, mas evoluiu bastante. Uma hora começou e nunca mais parou. Independentemente de quem comanda as ações.

O corredor e o falar bem

No atendimento ao cliente é possível vislumbrar todo um preparo. Existe a preocupação de que o turista volte e fale bem.  Não sei quando retornarei, mas já falo bem do atendimento. Em 2017 fui numa reunião onde se discutia um corredor de turismo entre Erechim e Aratiba. Não ouvi mais falar sobre isso.

Sem projetos a longo prazo

Infelizmente nossos projetos, e não me refiro exclusivamente ao turismo, não são desenvolvidos para longo prazo, e poderia citar vários aqui que ficaram pelo caminho, mas envolveria muita gente, entidades, setor público, entre tantos outros. O modus operandi de Erechim é diferente de muitos locais que se desenvolvem num ritmo mais acelerado.

Razões, culpas, desculpas e perguntas

E quais as respostas para isso? Todos devem ter suas razões e suas culpas. E infelizmente, suas desculpas. Mas vou deixar algumas perguntas, para reflexão.

  1. Como seria o Parque Longines Malinowski se ele fosse em Gramado?
  2. Como seria trabalhado os prédios de Art Decó se fosse em Gramado?
  3. Como seriam tratados o Castelinho e o prédio da prefeitura se fosse em Gramado?
  4. Como seria explorado o Vale do Dourado se fosse em Gramado?

Publicidade

Blog dos Colunistas