22°C
Erechim,RS
Previsão completa
Euro R$ 4,58 Dólar R$ 4,03
22°C
Erechim,RS
Previsão completa
Euro R$ 4,58 Dólar R$ 4,03

Publicidade

Segurança

Júri federal condena réus por homicídio na reserva do Ventarra

DSC09121.JPG
Por Alan Dias
Foto Alan Dias

Júri federal que iniciou na manhã de terça-feira (12) e encerrou na madrugada de quarta-feira (13), condenou os quatro réus acusados de matar o indígena Louritan Manoel Antônio, durante conflito ocorrido na reserva do Ventarra, em Erebango, em fevereiro de 2015.

O Conselho de Sentença, formado por sete jurados da comunidade regional do Alto Uruguai, condenou os réus Odimar da Silva a 15 anos de reclusão, Fabrício Braga Junior, recebeu pena de 12 anos, Silmar Candinho, foi condenado a 15 anos e Gilnei Candinho a seis anos de reclusão.

Apesar de o Ministério Público Federal (MPF) pedir a prisão imediata dos réus que receberam maior pena, o juiz-presidente da sessão indeferiu o pedido e permitiu que os quatro recorram em liberdade. Um dos argumentos utilizados pelo MPF para pedir a prisão seria a continuidade da prática de atos de violência na Terra Indígena de Ventarra por eles, com fechamento de posto de saúde e de escolas.

Conforme a assessoria do MPF, os procuradores da República Letícia Benrdt e Gustavo Torres Soares, coordenador do Grupo de Apoio do Tribunal do Júri no MPF, disseram que o julgamento foi muito simbólico para a comunidade do Alto Uruguai, no sentido de repúdio à violência nas terras indígenas e de valorização da vida.

Publicidade

Blog dos Colunistas