Publicidade

Segurança

Trabalhos em local de acidente com duas vítimas fatais avançaram a madrugada

Casal que residia no município de Estação faleceu no local. Trânsito precisou ser desviado para a Transbrasiliana

EcoSport partiu ao meio com a violência do choque
Caminhão acabou parando na contramão
Por Alan Dias
Foto Leandro Zanotto

Os trabalhos para liberar o trânsito na ERS 135 após a colisão que deixou duas vítimas fatais no início da noite de ontem (27), avançaram a madrugada desta sexta-feira (28). O acidente envolvendo uma carreta, placas de Paverana, e uma caminhonete EcoSport, placas de Ipiranga do Sul, causou comoção na comunidade regional e nos usuários da rodovia, devido a violência do choque, que matou o casal Élio Arnold, 52 anos, e Elisandra Arnold Pavan, 45 anos, moradores de Estação.

O acidente aconteceu por volta das 20h, no trecho de três pistas, próximo a Universidade Federal. De acordo com informações, a EcoSport, seguia sentido Getúlio Vargas/Erechim quando acabou colidindo frontalmente contra o caminhão, que viajava em sentido contrário e transportava uma carga de açúcar.

Com a batida, a caminhonete partiu ao meio e o caminhão parou na contramão, fora da pista. Um CrossFox, placas de Getúlio Vargas, que seguia atrás da Eco Sport, para desviar do acidente, também saiu da pista e caiu por um barranco. O condutor, assim como o caminhoneiro, sofreu apenas ferimentos leves.

De acordo com relatos dos motoristas do caminhão e do CrossFox, a caminhonete seguia pela terceira pista, quando teria invadido a pista contraria e se chocou com o caminhão.

Testemunhas acionaram os órgãos de segurança e a ambulância do Corpo de Bombeiros, ambulância Cidadã e policiais da Brigada Militar deslocaram para o local. O trânsito na rodovia precisou ser interrompido e longas filas de veículos se formaram nos dois sentidos. Devido ao enorme fluxo de veículos na rodovia, durante a noite o trânsito precisou ser desviado para a Transbrasiliana, para que os trabalhos pudessem ser realizados com maior segurança.

Profissionais do Instituto Geral de Perícias de Passo Fundo chegaram ao local por volta das 23h para realizar levantamento, acompanhados por policiais civis de Erechim. O trânsito passou a ser parcialmente liberado no início da madrugada e já passava da 1h de sexta-feira quando os veículos foram retirados e o Corpo de Bombeiros pôde lavar a pista.

Publicidade

Blog dos Colunistas