22°C
Erechim,RS
Previsão completa
Euro R$ 4,58 Dólar R$ 4,15
0°C
Erechim,RS
Previsão completa
Euro R$ 4,58 Dólar R$ 4,15

Publicidade

Economia

Preço da gasolina passa os R$ 4 em Erechim

Nova alíquota do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços entrou em vigor no dia 1° de janeiro

Foto: Larissa Paludo
gasolina.jpg
Por Larissa Paludo - larissap@jornalbomdia.com.br

Consumidor já paga mais caro no abastecimento de veículos por conta da nova alíquota do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços que entrou em vigor no dia 1° de janeiro

Os preços dos combustíveis já foram reajustados em diversos postos de Erechim, resultado da nova da alíquota do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), em vigência desde sábado (1º). Aprovado pela Assembleia Legislativa (AL) em setembro de 2015, o ICMS dos combustíveis passou de 25% para 30%.

O Bom Dia realizou uma pesquisa de preços e constatou diferença de até R$ 0,41 no preço da gasolina comum nos postos do município. O menor preço observado no litro da gasolina comum foi R$ 3,69 e o maior R$ 4,10. O etanol, foi encontrado com diferença de R$0,62. É vendido de R$3,03 até R$3,65. Os preços foram consultados no dia 4 de janeiro. Alguns valores podem sofrer reajustes.

Efeito cascata

O aumento nos preços afetará trabalhadores que dependem do combustível - como, por exemplo, caminhoneiros e representantes comerciais. Conforme o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários do Alto Uruguai (STTR), Gerson Luis Klosinski, o aumento dos combustíveis cria uma reação em cadeia de aumentos.

Segundo o líder sindical, "Esse reajuste, atinge principalmente quem depende do combustível, mas ele aumentará o frete, o pedágio, a alimentação, o vestuário e diversos outros setores, que logo ficarão mais caros ao consumidor".

Para o vice-presidente administrativo do Sindicato dos Representantes Comerciais, Juliano Campestrini, a categoria vai ter de ser criativa para driblar os aumentos.  "Hoje o combustível corresponde de 30% a 40% da despesa do representante comercial na semana, então com esse aumento, o valor vai ficar muito alto. O que os profissionais vão ter de fazer é pesquisar soluções", pondera.

Bombas cheias por mais tempo

O acréscimo deve causar redução no consumo de combustível, conforme o empresário do ramo, Roberto Marchy. "Este aumento foi decorrente do reajuste do ICMS, e a principio nós temos um percentual de valores que foram repassados e que devem ter reajustes ainda nesta semana. A tendência imediata é o decréscimo do consumo, pois o cliente sente esse aumento", conclui.

Impactos para o consumidor

O aumento da gasolina e demais combustíveis influência diretamente no orçamento do consumidor, conforme a economista Rubiele Tartas. “É um item de uso diário e mesmo as famílias que não possuem carro ou não dependem dele para locomoção diária deverão sentir no bolso esse o aumento, que deve encarecer os custos de transporte e serão repassados mais tarde ao consumidor”, explica.

Rubiele pontua que pessoas que dependem de transporte coletivo podem sentir um aumento considerável no preço das passagens no período de reajuste. “O custo das empresas tem encarecido bastante nos últimos meses devido aos aumentos seguidos no preço do combustível”.

Reajuste que desagrada consumidores

Quem foi abastecer na manhã de ontem (4), já sentiu o acréscimo no bolso e desaprovou. Como é o caso do empresário no ramo de consultoria técnica, Edson Alves, já que, o aumento no preço dos combustíveis afetará a empresa dele. “Dependemos do carro para trabalhar. O ano vai começar difícil para todos os brasileiros e principalmente para os gaúchos já que os governantes não fazem o dever de casa e nós consumidores temos que pagar”, ressalva.  

Leia também

Publicidade

Blog dos Colunistas