25°C
Erechim,RS
Previsão completa
0°C
Erechim,RS
Previsão completa

Cultura

Invernada Xiru do CTG Sentinela da Querência traz título inédito e é campeã de Festival Estadual

A Invernada Xiru do CTG Sentinela da Querência entra pra história por ser o único e primeiro grupo da região a trazer este título

teste
Divulgação
Divulgação
Por Assessoria de Comunicação
Foto Divulgação

O FESTXIRU é um Festival Estadual de grupos da categoria Xiru que aconteceu na cidade de Santa Maria no último dia 11 de dezembro.

“E a invernada campeã vem de longe…é de Erechim, CTG Sentinela da Querência”. Assim foi o anúncio que a Invernada Xiru  conquistou o 1• lugar no FESTXIRU - Festival Estadual de grupos da categoria Xiru, na cidade de Santa Maria, no último dia 11 de dezembro.

O grupo xiru do CTG Sentinela da Querência participou nos anos 2018 e 2019 e, respectivamente, conquistou o 3 e 2 lugar. 
Mas foi agora, na retomada dos eventos tradicionalistas, que o sonhado troféu chegou. 
Dentre oito invernadas da categoria, foi o grupo de Erechim que trouxe na mala o 1• lugar.

O patrão da entidade, Alexandre Battisti, comenta sobre a alegria em fazer parte deste momento. “É uma grande emoção levarmos este título inédito para nossa cidade, região e CTG como reconhecimento de tanto esforço. Sabemos que ele só foi possível porque todos amam o que fazem, vestem a camisa com amor e se dedicaram por muito tempo para que isso acontecesse.”

A categoria Xiru é destinada para dançarinos acima de 40 anos. O Carlos Alberto Bonet é um grande exemplo de como a dança faz bem pro corpo, pra mente e pra alma. Com 63 anos, ele é o integrante mais velho do grupo e, há muitos anos, carrega no peito o amor pelo tablado. “Cada vez que entro na pista é uma emoção diferente. Saber que estamos juntos, fazendo o que amamos e ainda por cima levando o nome da nossa entidade para todo o estado, é de se orgulhar e relembrar desses momentos para sempre.”

Após a conquista, a Invernada deu uma pausa nos ensaios. Battisti comenta que a ideia é voltar em janeiro para dar continuidade ao trabalho. “Jamais podemos parar por achar que não precisa mais. Pelo contrário, agora é continuar batalhando para que novas conquistas cheguem e a gente se aperfeiçoe cada dia mais”, finaliza. 

 

Leia também

Publicidade

Blog dos Colunistas