22°C
Erechim,RS
Previsão completa
Euro R$ 6,39 Dólar R$ 5,40
0°C
Erechim,RS
Previsão completa
Euro R$ 6,39 Dólar R$ 5,40

Publicidade

Saúde

Cogestão regional estabelece bandeira laranja e lideranças fazem alerta

Gestores destacam que, mesmo com regras menos restritivas, toda população deve estar vigilante e colaborar ainda mais, visando a diminuição dos riscos de contágio

Atualização (2).jpg
Por Da redação

Integrantes do Comitê Regional de Atenção ao Coronavírus da Associação de Municípios do Alto Uruguai (Amau), estiveram reunidos hoje (15) para avaliar os indicadores e o cenário da pandemia. O Sistema de Distanciamento Controlado do Estado deliberou, ontem, bandeira vermelha para a Região 16, o que significa “alto risco de contágio”.

Considerando a publicação do Decreto nº 55.435/2020, que trata sobre a gestão compartilhada entre o governo estadual e os municípios, o comitê elaborou o Plano Regional Estruturado de Prevenção e Enfrentamento da covid-19, no âmbito da Região 16, que foi aprovado pelos municípios, mediante decreto municipal e pelo Colegiado de Prefeitos da Amau, contando atualmente na base de dados do Sistema de Distanciamento Controlado do Estado.

Após reunião, foi emitido o “Parecer Orientador”, no qual observou os seguintes indicadores constantes na Plataforma Regional de Monitoramento (PRM): dados gerais, casos ativos, municípios e números de casos ativos, taxa de ocupação de UTI, leitos clínicos, taxa de recuperação, taxa de letalidade, municípios sem óbitos e sem internações nos últimos 14 dias, óbitos, bandeiras e grau de risco, média ponderada, planilha síntese, entre outras.

O objetivo, segundo o plano estruturado aprovado, é subsidiar os municípios na adoção da cogestão, tomando como base, os dados epidemiológicos e a situação da epidemia a nível regional. “Mediante avaliação dos gráficos, tabelas, mapas e comparativos verificamos que existem indicadores que nos permitem permanecer na bandeira laranja, mesmo que na semana que passou tenhamos verificado um aumento nas internações em leitos de UTI”, pontua Jackson Arpini, membro do comitê regional.

A região possui, conforme a avaliação atual, 201 casos ativos, com significativa taxa de recuperação (na ordem de 93,72%), taxa de letalidade bem abaixo do Estado, e 70,58% dos municípios estão no rol de zero casos a três casos ativos. “Com relação a taxa de ocupação dos leitos clínicos, dos hospitais que possuem alas Covid, a taxa é de 9,75%, portanto com boa margem de segurança”, acrescenta Arpini.

Alerta permanente

Mesmo com as regras menos restritivas a partir da definição regional de bandeira laranja, vale o alerta para que toda a população colabore ainda mais, visando a diminuição dos riscos de contágio. “Precisamos estar vigilantes monitorando os indicadores regionais, bem como não podemos, em hipótese alguma, relaxar na adoção das medidas de prevenção. Só assim conseguiremos minimizar os efeitos da epidemia do novo coronavírus, caso contrário, os números tendem a aumentar”, ressalta Arpini. 

Publicidade

Publicidade

Blog dos Colunistas