0°C
Erechim,RS
Previsão completa

Publicidade

Cultura

Câmara de Deputados aprova repasse emergencial para a cultura

Em entrevista ao Jornal Bom Dia, o secretário de Cultura, Esporte e Turismo de Erechim, Alan Festugatto, repercute cenário do setor no município

Apresentação no Festival de Dança de Erechim, em 2019
Por Amanda Mendes Com informações: Agência Câmara de Notícias
Foto Amanda Mendes/ArquivoBD

Na terça-feira (26), o Plenário da Câmara dos Deputados aprovou um projeto de ajuda de R$ 3 bilhões ao setor cultural durante a crise causada pelo coronavírus. O dinheiro será repassado aos estados, municípios e ao Distrito Federal, que vão aplicar os recursos da renda emergencial para os trabalhadores do setor, em subsídios mensais para manutenção dos espaços e em outros instrumentos como editais, chamadas públicas e prêmios.

A notícia foi comemorada pelo secretário municipal de Cultura, Esporte e Turismo de Erechim, Alan Festugatto, considerando os impactos que o ramo artístico está sofrendo em função da medida de distanciamento social, adotada para conter o avanço do novo coronavírus.

“Avalio como positiva a iniciativa da Câmara dos Deputados, afinal, toda e qualquer medida proposta para minimizar os reflexos causados pela pandemia no setor cultural, cujos trabalhadores terão uma longa e árdua travessia, se torna fundamental. O setor de economia criativa gera R$ 170 bilhões, sendo responsável por 2% do PIB e 6% da força de trabalho nacional, demonstrando, assim, a relevância da Cultura em nosso país”, argumentou Festugatto.  

Em entrevista ao Jornal Bom Dia, o secretário demonstra como está o cenário cultural na Capital da Amizade.

Jornal Bom Dia: Como está a situação dos setores culturais de Erechim nesse momento, com as atividades suspensas?

Alan Festugatto: Assim como em todo país, os setores culturais de Erechim sofreram enorme impacto devido a pandemia, que impôs regras de restrição à circulação de pessoas, suspensão de atividades e, consequentemente, o fechamento temporário de espaços culturais, bares e ambientes de eventos, repercutindo diretamente na situação financeira de toda uma engrenagem: artistas, funcionários, fornecedores, prestadores de serviços, entre outros.

Jornal Bom Dia: O Executivo municipal tem recebido muitas demandas desse setor?

Alan Festugatto: Sabemos que os segmentos culturais e de entretenimento têm passado por uma situação atípica, tendo sido um dos primeiros a sofrer o efeito da crise econômica e social gerada pela covid-19, pois a maioria das atividades depende de aglomeração de pessoas para acontecer. Com espaços fechados, impossibilidade de realização de shows e eventos, não há entrada de recursos financeiros.

Jornal Bom Dia: Como a Secretaria Municipal de Cultura, Esporte e Turismo, está atuando para minimizar os prejuízos desse período?

Alan Festugatto: A Secretaria, com apoio do Conselho Municipal de Políticas Culturais, lançou no dia 11 de maio um edital para contemplar projetos culturais de artistas e produtores culturais de Erechim, disponibilizando um valor de R$ 180 mil, que irá selecionar 12 projetos em diferentes áreas. Também está disponibilizando vídeos tutoriais para orientar os proponentes de projetos que poderão se qualificar não só para este edital, mas para outros que venham a ser disponibilizados a nível estadual e federal.

Leia também

Publicidade

Blog dos Colunistas