28°C
Erechim,RS
Previsão completa
Euro R$ 4,65 Dólar R$ 4,19
0°C
Erechim,RS
Previsão completa
Euro R$ 4,65 Dólar R$ 4,19

Publicidade

Saúde

Innovation Day: Simplificar processos para tornar a vida das pessoas melhor

Evento – numa parceria entre Unimed e URI – aconteceu nesta quinta-feira (24) e, além de apresentar soluções inovadoras na área da saúde, trouxe a Erechim referências nacionais que falaram sobre o que vem por aí

Grande público prestigiou o evento
Tecnologia na chegada dos participantes
Palestrantes renomados trouxeram conhecimento para Erechim
Direção da Unimed acompanhou todo o processo que começou há 2,5 anos
Por Rodrigo Finardi e Salus Loch
Foto Rodrigo Finardi

Um desafio instigante mobilizou durante os últimos cinco meses duas grandes instituições de Erechim: Unimed e URI, que, com o suporte da equipe da Eretz.bio, incubadora de startups mantida pelo Hospital Israelita Albert Einstein, de São Paulo, uniram forças a fim de desenvolver soluções inovadoras na área da saúde para simplificar processos e tornar a vida das pessoas melhor.

Na noite de quinta-feira (24), no salão de atos da URI, foram apresentados os resultados do projeto denominado ‘Innovation Day’. As atividades, porém, foram além da revelação das soluções afins a temas como gestão de polifármacos; telemonitoramento; serviços de nutrição e dietética; coordenação do cuidado; e centralização de dados e agendas, realizadas pelas equipes envolvidas no projeto (englobando estudantes e professores da URI e colaboradores da Unimed) – as quais desdobraremos, ao seu tempo, nas próximas edições do jornal Bom Dia.

O Innovation Day trouxe a Erechim, também, duas lideranças reconhecidas nacionalmente na questão da inovação em saúde: o médico cirurgião plástico pelo Instituto Ivo Pitanguy, fundador e CEO da Laduo, Leonardo Aguiar; e o diretor de inovação do Hospital Albert Einstein, Cláudio Terra. É sobre insights e ensinamentos de ambos que o presente texto irá se ocupar um pouco mais.

 

Valor dentro do cuidado e experiência do paciente

Para Leonardo Aguiar, defensor da união entre a saúde integrativa e seu uso potencializado pelas tecnologias exponenciais, a essência do debate envolvendo a saúde deve se dar sobre a atuação do médico no processo e como cuidar verdadeiramente do paciente – associado à forma de entregar valor dentro do cuidado.

Quando se refere a valor, contudo, Aguiar não resume sua observação apenas ao sentido financeiro, mas a ‘algo além e que tem uma profunda relação com a integralidade da experiência do paciente dentro de sua jornada de consumidor de um serviço prestado por uma empresa de saúde’. Se isso parece tão óbvio e simples de se resolver, questiona o cirurgião, então por que estamos debatendo isso agora? – ao que ele mesmo responde:

‘Vivemos um momento de transição, de confronto de ideias entre os antigos modelos e os novos modelos trazidos pelas novas gerações. Acontece que a maior parte dos novos tomadores de decisão do ecossistema de saúde já entendem que o momento é outro, que entregar um excelente serviço com qualidade e segurança é o mínimo que podem fazer pelos seus clientes e que o grande diferencial competitivo é a capacidade de entregar valor durante todos os pontos de contatos da jornada do paciente’, completou.

 

Melhorar o acesso da população

 

Cláudio Terra, do Hospital Albert Einstein, por sua vez, destacou que os avanços tecnológicos podem contribuir para melhorar o acesso da população aos serviços de saúde, via digitalização e telemedicina, e também reduzir as pressões de custos sobre os atores do sistema. ‘Do ponto de vista do paciente, é ganho de qualidade no atendimento, mais oportunidades de acesso e melhor custo’, resumiu.

Conforme o diretor do Hospital Albert Einstein, a instituição tem dado sua contribuição para que mais inovações cheguem ao mercado. O Hospital, aliás, possui um programa que seleciona startups com potencial de tecnologia inovadora em saúde. ‘Já conversamos com centenas de startups no Brasil, e depois de vários filtros, firmamos parceira com 20’, contou o diretor.

O primeiro crivo pelo qual passam as candidatas é se a startup está desenvolvendo solução de grande impacto, e qual o potencial da equipe para o desenvolvimento da solução. Em seguida, o Albert Einstein analisa como pode agregar valor ao projeto, aprimorando os recursos existentes: desenvolvimento com a equipe de P&D, avaliação da efetividade (testes clínicos), integração e alinhamento estratégico com as iniciativas do hospital. ‘É um trabalho conjunto’, assinalou.

 

 

O que disseram as lideranças presentes ao evento

De acordo com o presidente da Unimed Erechim, Luiz Felipe Leães, o objetivo do Innovation Day foi plenamente alcançado. ‘Conseguimos criar um ambiente propício à inovação, capaz de gerar valor para a cooperativa, universidade, acadêmicos e sociedade. Ficamos felizes com o resultado. Agora, é seguir avançando’, resume.

Entendimento semelhante tem o diretor acadêmico da URI Erechim, Adilson Stankiewski. Segundo o dirigente, a 'aproximação entre universidade, cooperativa e empresas, no curto e médio prazo, deve beneficiar toda a região Norte com as soluções apresentadas'.

Para o diretor de Sustentabilidade da Federação Unimed RS, Alcides Mandelli Stumpf, os meios digitais, ao revolucionaram a saúde, apresentam um novo ciclo capaz de ampliar o acesso, fazendo a diferença na vida das pessoas. 'No momento em que a Unimed e a URI decidem se aproximar, estimulando o pensamento no modelo startup, certamente, a coletividade será beneficiada', projetou.

Em sua manifestação, o diretor administrativo da Unimed Erechim, Élcio Zanardo, lembrou que o Innovation Day foi uma ideia gerada há 2,5 anos -  e contou desde o início com o apoio da Eretz.bio, do Albert Einstein - a quem agradeceu pela parceria, ao lado da URI.

Publicidade

Blog dos Colunistas