Publicidade

Economia

Materiais escolares movimentam as vendas

Muitas pessoas estão antecipando as compras e o clima é de otimismo

Luiz Antonio Borguetti levou a neta para comprar os materiais
Por Izabel Seehaber jornalismo@jornalbomdia.com.br
Foto Izabel Seehaber


Realmente não há "folga para o bolso". Após o período de compras de presentes, é chegado o momento de pagar impostos, reorganizar o orçamento e também separar um pouco desses recursos e pensar na compra de materiais escolares. 

Neste ano, muitos pais e responsáveis estão se antecipando na procura pelos itens e pelos preços mais atrativos. 
Conforme a gerente de uma loja de Erechim, Maria Elena Giaretta, um dos fatores do maior movimento nesse período do ano, é que muitos calendários já sinalizam para que o início das aulas aconteça um pouco antes que o ano passado. Outro motivo pode ser a viagem de férias. "Muitas pessoas ainda pensam em sair e pretendem deixar tudo organizado. Já contamos com praticamente toda a linha de material escolar, recebemos listas e a procura é crescente", salientou a gerente. Segundo ela, entre os itens mais produtos mais procurados estão os cadernos de unicórnios, mochilas de lantejoulas e as mochilas da Lol. 
Aproveitar o tempo 
O aposentado Luiz Antonio Borguetti não perdeu tempo e resolveu presentear as netas com materiais escolares. Elas vieram do Paraná para passear em Erechim, e acompanharam os avós na tarde de ontem (8) no feirão que acontece na Avenida Sete de Setembro. 
Segundo ele, como já foram liberadas as listas pelas escolas, foi possível organizar os materiais para as netas, sendo que uma irá estudar na 2ª série e outra na 6ª. Luiz comentou que os preços condizem com a importância que possuem. "Muitas pessoas fazem um alvoroço, contudo, se comparado com o preço de outros produtos que não são essenciais, é um investimento importante", destacou. 

 

Leia também

Publicidade

Blog dos Colunistas