Publicidade

Economia

Seis empresas de Erechim entre as 500 maiores do Sul

Tradicional ranking divulgado pela Revista Amanhã e PwC destaca marcas locais. Todas são Sociedades Anônimas (S/As)

Das seis empresas erechinenses no ranking das ‘500’, todas cresceram de posição em relação ao ano an
Por Salus Loch
Foto ArquivoBD

Seis empresas de Erechim estão entre as 500 maiores da região Sul do Brasil, segundo ranking divulgado pela Revista Amanhã e PwC. Cinco, aliás, mantiveram-se na lista em relação ao ano anterior (períodos 2017/2016). São elas: Olfar SA Alimento e Energia (118), Sponchiado Participações SA (225), Peccin SA (398), Cavaletti SA Cadeiras Profissionais (431) e Triel-HT Industrial e Participações SA (483). A recém-chegada ao grupo é a Plaxmetal Indústria de Cadeiras Corporativas S/A, na posição 484. 
A maior de todas as empresas do Sul, de acordo com o levantamento, é o Grupo Gerdau, com sede em Porto Alegre; seguido da Bunge Alimentos e da BRF, ambas de Santa Catarina (Gaspar e Concórdia).

O que dizem as empresas locais
Olfar

Conforme o diretor comercial da Olfar, Guilherme Weschenfelder, figurar entre as 150 maiores do Sul – e entre as 50 maiores do RS – representa a confirmação e consolidação do trabalho, o que demonstra a solidez da empresa mesmo em anos de crise. “Mostra que as condutas e caminhos escolhidos estão de acordo com propósitos traçados”, avalia. Segundo ele, a fórmula do sucesso diz respeito ao entendimento de que vários são os fatores que mantém o rumo de uma empresa ao longo dos anos. Na Olfar, pontua Guilherme, as principais características são: muito trabalho, dedicação, engajamento das equipes, busca constante por melhorias, empreendedorismo, inovação, investimentos e respeito aos clientes, fornecedores e colaboradores.
Sponchiado
Por sua vez, o diretor presidente da Sponchiado Participações SA, Carlos Alberto Sponchiado, enumera como elemento determinante para o momento ascendente o binômio funcionário/cliente. ‘Funcionário feliz é cliente feliz’, resume. Ele também destaca que, em termos de Brasil, em recente ranking divulgado pelo Jornal Valor Econômico, a Sponchiado figura na posição 803 entre as maiores empresas do país.
Peccin
A fabricante de balas e chocolates, Peccin, já é tradicional no ranking da Amanhã, o que, conforme seu diretor presidente, Dirceu Pezzin, confirma o processo de crescimento contínuo da marca – que se repete há pelo menos oito anos, apesar da crise enfrentada no período. ‘Trabalhamos com foco no equilíbrio e na rentabilidade’, observa Pezzin. 
Cavaletti
Para a Cavaletti, estar novamente no ranking das 500 maiores do Sul é um orgulho e um reconhecimento ao investimento constante em design e em pesquisas para apresentar ao mercado produtos inovadores. ‘Agradecemos a todos nossos colaboradores e demais parceiros, clientes e fornecedores por mais esta conquista’, ressalta o diretor presidente da empresa, Gilmar Cavaletti.
Triel-HT
‘Precisamos estar atentos ao mercado e às oportunidades que se apresentam, investindo constantemente em novas tecnologias e na qualificação das equipes. Creio que esta é a razão de nos mantermos, mais uma vez, entre as 500 maiores empresas do Sul – o que sem dúvida é um orgulho para todos que nos ajudam a construir e ampliar, diariamente, a marca’. Desta forma, o diretor comercial da TRIEL-HT, Darlan  Dalla Rosa avalia a presença da empresa erechinense no ranking Amanhã e PwC.
Plaxmetal
Já a Plaxmetal, liderada pelos irmãos Ezídio e Rafael Zorzi, considera o ingresso no ‘top 500’ como a confirmação e consolidação de uma estratégia de valorização da equipe e dos anseios do mercado consumidor. “Nossos produtos são peças de composição de ambientes. São ferramentas que auxiliam na performance de profissionais e estudantes em todo o mundo”, detalham os irmãos Zorzi.     
Como é feito o ranking
Todas as informações são extraídas dos balanços financeiros das empresas listadas e publicados em jornal ou fornecidas por meios oficiais da empresa. São examinadas tanto demonstrações contábeis de grupos quanto de empresas individuais. O critério de classificação é um indicador exclusivo conhecido como Valor Ponderado de Grandeza.
Nos rankings estaduais, quatro indicadores comparam o desempenho das empresas e sua classificação entre 2016 e 2017. São eles: Valor Ponderado de Grandeza (VPG), Receita Líquida, Patrimônio Líquido e Lucro ou Prejuízo. Para isso, foram utilizados os dados comparativos dos dois últimos exercícios constantes nos balanços de 2017, divulgados em 2018.

Leia também

Publicidade

Blog dos Colunistas