14°C
Erechim,RS
Previsão completa
0°C
Erechim,RS
Previsão completa

Publicidade

Reunião Técnica Estadual de Plantas Bioativas segue até quinta-feira

Evento está acontecendo na URI Erechim e busca a troca de experiências

19275.jpg
Por Assessoria de Imprensa
Foto Divulgação

A 11ª Reunião Técnica Estadual de Plantas Bioativas e a 1ª Feira da Agrobiodiversidade foi aberta na manhã desta terça-feira (26), no Salão de Eventos da Universidade Regional Integrada (URI), em Erechim. Uma das coordenadoras do evento, a professora Sonia Zakrzavski,destacou que o Brasil tem uma grande diversidade, correspondendo a 22% do total das espécies vegetais do planeta

O evento que tem continuidade até quinta-feira reúne técnicos, extensionistas rurais, profissionais de diferentes áreas do conhecimento, estudantes, professores, promoveu nesta terça-feira 16 oficinas para produção de sabonete artesanal, sucos verdes, horto medicinal e turismo rural.
"O evento busca ser referência de encontro, de troca de experiências e informações técnicas e atualização para qualificar as ações de plantas biotivas, em especial das plantas medicinais, condimentares e aromáticas", afirmou Sônia, ao destacar a importância do evento para a região e Estado. "É importante aproximar o saber popular do saber cientifico e também passar este resgate para as próximas gerações". A extensionista da Emater Nádia da Rosa agradeceu a todos as parcerias envolvidas na realização do evento.
O representante da Associação dos Municípios do Alto Uruguai (Amau), prefeito de Campinas do Sul, Neri Montepó, destacou a contribuição do evento para o resgate de plantas e até de chás. Nós, prefeitos da região do Alto Uruguai, temos uma preocupação muito grande com a saúde pública. Por isso, é fundamental essa discussão do uso das plantas medicinais, troca de experiências".
O diretor geral da URI, campus de Erechim, Paulo Sponchiado também ressaltou a importância desse debate. "Este evento irá contribuir muito para a reflexão e difusão do conhecimento, tanto pela escolha do tema e da qualificação dos painelistas e palestrantes, como pela extensa e qualificada programação". 
Na abertura, o diretor técnico da Emater/RS, Lino Moura, também parabenizou a organização do evento e a todos os envolvidos em nome do presidente da Emater/RS, Clair Kuhn e do secretário, Tarcisio Mineto e da Secretaria do Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo. "A Emater e a SDR são parceiras sempre para contribuir com o desenvolvimento rural".
A 11ª edição é uma realização da Emater/RS-Ascar, Secretaria Estadual de Desenvolvimento Rural, Pesca e Cooperativismo (SDR) e URI Erechim. O evento conta com apoio da prefeitura de Erechim, Universidade Fronteira Sul, Universidade Estadual do Rio grande do Sul (Uergs), Universidade de Passo Fundo (UPF), Senar, Centro de Apoio a Promoção da Agroecologia (Capa), Instituto Brasileiro da Erva-Mate (Ibramate) e Cooperativa Alfa, com o patrocínio da Secretaria da Saúde, Associação dos Municípios do Alto Uruguai (Amau), Sicredi, Fapergs e Itaipu Binacional.

Palestra
Na sequência, Lino Moura, palestrou com foco no tema plantas medicinais, conservação da diversidade biológica e cultural. O diretor técnico da Emater/RS destacou as ações e o papel da Instituição no trabalho com plantas biotivas (medicinais, aromáticas, condimentares e plantas alimentícias e não convencionais), visando resgatar e valorizar os conhecimentos tradicionais, preservar a biodiversidade, contribuir na implantação das políticas públicas e oportunizar a geração de renda para agricultores familiares. Também enfatizou as ações em vários tipos de hortos em seus aspectos econômicos (como geração de renda), antropológico, ecológico, pedagógico, e terapêutico. "Estes espaços são importantes para a difusão do conhecimento".
Entre as ações mais específicas da Emater, citou o resgate e valorização do conhecimento sobre a identificação e uso das plantas; promoção e orientação do cultivo; proteção e a propagação das espécies de plantas; orientação sobre o uso adequado, qualificação das experiências com capacitações de técnicos e agricultores. Moura ressaltou ainda o papel da Emater/RS-Ascar na preservação da biodiversidade; contribuição na implantação das políticas públicas que garantem oportunidade de geração de renda para agricultores familiares. 
Entre as vantagens e oportunidades para o cultivo das plantas biotivas, o diretor técnico exemplificou as condições de clima e solo que permitem o cultivo de diversas espécies. "Oportunidade de inovação em saúde, existência de políticas públicas federal, e estadual e municipais da implantação da fitoterapia no Sistema único de Saúde (SUS), crescimento do mercado fitoterápico. Todas as regiões do Estado são aptas para o cultivo de algumas espécies", garantiu Moura.

 

 

Erro no SQL
Voc tem um erro em sua sintaxe SQL

Sintaxe:

Leia também

Erro no SQL
Voc tem um erro em sua sintaxe SQL

Sintaxe:

Publicidade

Blog dos Colunistas