14°C
Erechim,RS
Previsão completa
0°C
Erechim,RS
Previsão completa

Publicidade

Política

Prefeitos se mobilizam por asfaltamento da ERS 477

Faltam somente 20 quilômetros de pavimentação para interligar duas grandes regiões com 51 municípios, uma população com mais de 368 mil pessoas que juntas movimentaram de ICMS mais de R$ 13 bilhões em 2020. (Parte 1)

teste
ERS 477 ainda não é asfaltada
Prefeito de Centenário, Genoir Marcos Florek (Neninho)
Prefeito de Carlos Gomes, Luiz Zelinski
Prefeito de Áurea, Antônio Jorge Slussarek
Prefeito de Getúlio Vargas, Maurício Soligo
Prefeito de Erechim, Paulo Alfredo Polis
Presidente da Amunor, Aldir Zanella da Silva, prefeito de Barracão
Por Ígor Dalla Rosa Müller - informações da TV Bom Dia
Foto Reprodução TV Bom Dia

A ERS 477 é uma importante rodovia inter-regional que liga a região do Alto Uruguai ao nordeste do estado com os municípios da Amunor, isto é, entre Erechim até São José do Ouro são cerca de 100 quilômetros. No entanto, desse trajeto apenas 20 quilômetros, localizados no Alto Uruguai, ainda continuam sem asfalto, envolvendo os municípios de Áurea, Centenário e Carlos Gomes.  

A ERS 477 é conhecida como a estrada do desenvolvimento porque, diariamente, centenas de veículos de todos os tamanhos circulam por ela, movimentando comércio, indústria, serviços e o agronegócio do Rio Grande do Sul e de Santa Catarina. Ao todo, o asfaltamento dos 20 quilômetros beneficiaria 51 municípios das duas regiões, envolvendo 368.370 pessoas. Juntas as regiões da Amau e Amunor apresentaram um ICMS de mais de R$ 13 bilhões em 2020.    

Centenário

Segundo o prefeito de Centenário, Genoir Marcos Florek (Neninho), a rodovia é muito importante para Centenário, mas também, para os demais municípios da região da Amau e Amunor. Ele comenta que se a rodovia for asfaltada vai gerar mais qualidade de vida para as pessoas, mais desenvolvimento e mais renda.

“Vai melhor o escoamento de grãos, o transporte dos alunos para as universidades, de pacientes para os hospitais. Serão muitos benefícios para todos os municípios por onde a estrada passa”, afirma.

Carlos Gomes

O prefeito de Carlos Gomes, Luiz Zelinski, afirma que o asfaltamento da ERS 477 é muito importante porque vai contribuir para o desenvolvimento de duas grandes regiões, facilitando o escoamento da produção agrícola e industrial.

“Como também na questão da saúde, já que a toda hora temos ambulâncias circulando nesta estrada indo para Erechim, e as pessoas precisam enfrentar todo dia poeira, a estrada de chão batido. Sem dúvida, o asfaltamento é importante para o desenvolvimento da comunidade carlos-gomense”, afirma.

Áurea

“A ERS 477 é fundamental para o desenvolvimento de Áurea e de toda região, além de fazer a ligação com o estado de Santa Catarina”, afirma o prefeito de Áurea, Antônio Jorge Slussarek.

O vice-prefeito de Áurea, Alberto Roque Omizzolo, disse que o asfaltamento da rodovia vai proporcionar um desenvolvimento muito grande entre as regiões da Amau e Amunor. “É importante também porque faz a ligação da cidade-polo do Alto Uruguai, que é Erechim, com as demais regiões e inclusive com o estado de Santa Catarina, encurtando as distâncias entre os dois estados”, afirma.

Getúlio Vargas

“ERS 477 o caminho do desenvolvimento, pavimentação já, Getúlio Vargas apoia está obra”, afirma o prefeito de Getúlio Vargas, Maurício Soligo.  

Erechim

O prefeito de Erechim, Paulo Alfredo Polis, afirma que a ligação asfáltica pela ERS 477 vai melhorar diversos setores, área da saúde, educação, agricultura, pecuária, vai facilitar o deslocamento de carros e caminhões e possibilitar que o turismo regional se desenvolva. “Enfim, a ERS 477 terá nosso apoio para que aconteça. E com certeza é uma obra necessária e vai acontecer com a nossa união.

Amunor

O presidente da Amunor, Aldir Zanella da Silva, e prefeito de Barracão, ressalta que o asfaltamento dessa rodovia é um elo muito importante para Barracão e os municípios da Amunor, porque liga duas regiões do estado. “Precisamos muito dessa ligação com Erechim porque é um polo regional, tanto na educação, quanto na saúde, e também, economicamente, com um grande parque industrial. Não somente Barracão, mas toda região nordeste precisa desta ligação asfáltica”, afirma.  

Publicidade

Blog dos Colunistas