14°C
Erechim,RS
Previsão completa
0°C
Erechim,RS
Previsão completa

Publicidade

Ensino

Festival Olímpico Pierre de Coubertin encerra falando de futsal como iniciação esportiva

Última Live do projeto discutiu o futsal como iniciação esportiva
Por Setor de Comunicação URI
Foto Ascom

Com a realização da sexta Live, encerrou na terça-feira (24), às 19h30min, via facebook, a programação do 5º Festival Olímpico Pierre de Coubertin da Universidade Regional Integrada (URI) - campus Erechim 2020, promovido pelo curso de Educação Física e Escola de Educação Básica da URI e que teve como temática “Amigos pelo Esporte, Unidos pelos Ideais Olímpicos”.

A última edição do projeto deste ano, tratou de futsal como iniciação esportiva e contou com a presença dos professores de Educação Física, Evandro Paulo da Silva, treinador das categorias de base do futsal do Atlântico de Erechim, e Edenir “Chita” Serafini, da Escolinha de Futsal da Escola de Educação Básica da URI.

Além do professor “Chita”, a abertura do evento contou, ainda, com a participação dos professores de Educação Física da Escola de Educação Básica do câmpus, Bruno Felipe Assoni Faleiro e Vanderlei “Índio” Ramos de Oliveira Júnior, que são membros do Comitê Brasileiro Pierre de Coubertin. Os convidados ressaltaram a realização no formato on-line do Festival e o comprometimento dos acadêmicos do curso de Educação Física na sua realização.

O professor Evandro ressaltou que “o Profissional de Educação Física é a pessoa preparada para mediar as relações e a aprendizagem durante a iniciação esportiva, fator fundamental para que a participação das crianças e adolescentes torne-se mais significativa”.

 Para o professor Chita, “o futuro profissional de Educação Física deve garantir que o momento competitivo torne-se realmente educativo, colaborando com seus alunos na análise e tentativa de encontrar soluções estratégicas e reflexões sobre o desempenho da equipe.”

Para os acadêmicos e anfitriões João Pedro Bicca Konzen e Marcelo Alexandre Kornowski, “é importante que nesta fase de iniciação esportiva, as crianças sejam orientadas por um Profissional de Educação Física, que apresentará uma perspectiva pedagógica e educacional ao desenvolvimento técnico e tático dos jovens.”

Matheus Ribeiro Smaniotto, acadêmico e também anfitrião, ressaltam também a importância dos Profissionais de Educação Física como área de desenvolvimento humano.

Já os professores Bruno Faleiro e Vanderlei de Oliveira Júnior frisaram que “por meio das LIVES conseguimos, também, disseminar os Valores Olímpicos que são o Respeito, a Amizade e a Excelência. Por isso, tentamos linkar o esporte com a aplicabilidade destes valores nas atividades cotidianas.”

Por outro lado, o Professor José Luis “Nino” Dalla Costa ressaltou que, por meio do Festival Olímpico, “proporcionamos aos nossos acadêmicos uma oportunidade ímpar de serem protagonistas, empreendedores, de trabalhar em equipe, vivências de situações de estágio e aplicação de conhecimentos na área da gestão, do lazer e organização de eventos esportivos, neste momento, no formato online. Enalteço, igualmente, o trabalho desenvolvido em sintonia entre a Escola de Educação Básica e o Curso de Educação Física em prol dos estudantes, da Educação Olímpica e do legado de Coubertin que ‘entendia o esporte como parte da educação dos jovens’, concluiu.

Leia também

Publicidade

Blog dos Colunistas