0°C
Erechim,RS
Previsão completa

Publicidade

Tecnologia

Pentágono e Microsoft assinam contrato bilionário

Microsoft ficará responsável por modernizar os sistemas

Pentágono.jpg
Por Assessoria de Comunicação
Foto Divulgação

O Departamento de Defesa dos Estados Unidos anunciou nesta sexta-feira (25) que fechou um contrato no valor de 10 bilhões de dólares com a empresa de Bill Gates: Microsoft, vencendo a Amazon que estava concorrendo junto para a vaga.

Essa rixa pela vaga era disputada desde abril, quando ambas as empresas sobraram como finalistas das negociações. E a Amazon acabou sendo surpreendida, já que é líder desse setor e tem mais qualificações para operar com esse tipo de dados do que sua concorrente, além é claro, de participar de outros orgãos governamentais como a CIA.

Trump teria influenciado na decisão do Pentágono

Resultado de imagem para trump pentagon microsoft

Há indícios de que Trump teria influenciado na decisão do Pentágono já que meses antes, em Julho, o presidente disse ter ouvido queixas de diferentes companhia, como Microsoft e IBM sobre o processo licitatório do JEDI. E Donald Trump até mesmo fez investidas contra a Amazon e Jeff Bezos, seu fundador.

O presidente também disse que tomaria cuidado na decisão e que seria apurada, gerando preocupação entre os observadores de que a licitação fosse influenciada imprópriamente.

Microsoft venceu, mas histórico aborrece

Muitas empresas grandes já tiveram contratos com o governo americano, e relatam descontentamento entre seus funcionários e pessoas externas.

No ano passado (2018), os funcionários da Amazon protestaram por seu envolvimento com a Imigração e Alfândega dos EUA. No mesmo ano, a Google passou por situação semelhante por um contrato com o Departamento de Defesa, o que resultou no fim da parceria. Já em 2019, os funcionários da Microsoft se mostraram incomodados sobre a empresa fazer um acordo com militares.

Agora só nos resta saber se o contrato realment será levado adiante.

Leia também

Publicidade

Blog dos Colunistas