22°C
Erechim,RS
Previsão completa
Euro R$ 4,64 Dólar R$ 4,20
0°C
Erechim,RS
Previsão completa
Euro R$ 4,64 Dólar R$ 4,20

Publicidade

Segurança

Presos em operação seriam autores de homicídio ocorrido em Entre Rios do Sul

41a6b312-9c37-4657-b61b-c22acde7a26a.jpg
21dae14c-d959-47b4-8a32-09944e446274.jpg
Por Redação
Foto Polícia Civil

No início da manhã de hoje (17), a Polícia Civil desencadeou a Operação Continuidade, que objetivou coibir crimes de tráfico de drogas e homicídio na região norte do Estado do Rio Grande do Sul.

A ação foi resultado de investigações conduzidas pela Delegacia de Polícia de Entre Rios do Sul juntamente com a de Nonoai, a partir de um homicídio ocorrido em 14 de setembro deste ano, naquele município. Na ocasião, Lucas Camargo Gigoletti foi morto a tiros em frente à sua residência e segundo as investigações, coordenadas pelo delegado de Polícia Marino Franceschi, o crime teve relação com disputas pelo tráfico de drogas na região. “A vítima teria sido morta por negar-se a realizar o comércio de entorpecentes exclusivamente para uma organização criminosa”, diz o delegado.

No decorrer das investigações do homicídio, a polícia verificou que seus executores já eram investigados pela Delegacia de Polícia de Nonoai por tráfico de entorpecentes e na manhã de hoje, quinze policiais civis, com apoio da Brigada Militar de Nonoai e Trindade do Sul, deram cumprimento à oito ordens judiciais, sendo quatro mandados de busca e apreensão, dois de prisões preventivas e três de prisões temporárias.

Durante as buscas foram apreendidas 50 gramas de cocaína, 35,18 gramas de crack, 165 gramas de maconha, além de porções destas drogas prontas para a venda. Também foram encontrados materiais utilizados nas atividades de traficância, como balança de precisão, papel alumínio, entre outros. Além disso, foi apreendido dinheiro produto do tráfico e uma espingarda de pressão, aparentemente adaptada para calibre .22.

Após a lavratura dos documentos pertinentes, os presos, que não tiveram os nomes divulgados nas informações liberadas para a imprensa, foram encaminhados para o Presídio de Sarandi.

Publicidade

Blog dos Colunistas