0°C
Erechim,RS
Previsão completa

Publicidade

Região

Estação: Pais podem perder a guarda se não vacinar os filhos

O secretário de Saúde de Estação, Mauro Duarte, solicita que as famílias que tem dúvidas sobre a vacinação dos seus filhos devem entrar em contato com a UBS e regularizar a situação

Vacinas ilustrativo
Por Assessoria de Imprensa
Foto Divulgação

O secretário de Saúde de Estação, Mauro Duarte, solicita que as famílias que tem dúvidas sobre a vacinação dos seus filhos devem entrar em contato com a UBS e regularizar a situação. Na cidade, há alguns casos de negligência que já estão sendo acionados pelos agentes de saúde. O Ministério Público alerta que pode multar e até tirar a guarda de pais que não vacinarem os filhos. 
Recentemente, o Ministério Público do Rio Grande do Sul divulgou um vídeo em que alerta pais e responsáveis sobre a importância e as consequências legais para aqueles que negligenciam as recomendações de imunização das crianças. Segundo a promotora de Justiça da Infância e Juventude Inglacir Delavedova, os pais poderão ser multados e até perder a guarda se a criança não for vacinada. "A vacinação é importante não só pela saúde individual da criança, mas também pela saúde coletiva das outras crianças com quem a não vacinada pode conviver", afirma. 
De acordo com a promotora, está previsto em normas federais, como o Estatuto da Primeira Infância, que todas as entidades devem colaborar, do poder público à escola. "A partir da notificação de qualquer destes envolvidos, e que conheçam essa criança no ambiente familiar ou social, em que se saiba que não há vacinação regular da criança, teremos medidas a tomar dentro da ótica do Estatuto da Criança e do Adolescente, de responsabilização dos pais por multa administrativa ou até mesmo, em casos mais graves, a perda da guarda."
O Ministério Público dará um prazo para que a família faça a vacinação voluntariamente. Se os pais não fizerem, poderão ser tomadas medidas judiciais de busca e apreensão da criança, que será levada à vacinação e os pais poderão ser avaliados pela possível negligência.

 

Leia também

Publicidade

Blog dos Colunistas