Publicidade

Blog de Dad Squarisi

Dad Squarisi

Dad Squarisi fez curso de letras na UnB. Tem especialização em linguística e mestrado em teoria da literatura. É editora de Opinião do Correio Braziliense e comentarista da TV Brasília.

  • Pleonasmo: mais do mesmo

    Por Dad Squarisi
    Foto Divulgação

    Recado

    “Entre todos os homens, o romancista é o que mais se assemelha a Deus: ele copia Deus.”

    François Mauriac

    A novela é antiga como o rascunho da Bíblia. A prova está na etimologia da palavra. Pleonasmo vem do grego. Lá e cá mantém o significado. É a redundância de termos, a superabundância. Como sobremesa em excesso, enjoa. É o caso de de subir pra cima, descer para baixo, entrar pra dentro, sair pra fora. Só se entra pra dentro, só se sai pra fora, só se sobe pra cima, só se desce pra baixo. Entrar, sair, subir e descer são suficientes. Dão o recado.

    Exemplos de abusos não faltam. São tantos que os apresentamos em ordem alfabética. Como livrar-se do desperdício?É fácil. Basta tirar a palavra que está entre parênteses. Antes, leia a historinha abaixo que, dizem as más línguas, é real.

    Capanema e Benedito

    O que é isso, Benedito, perguntou Gustavo Capanema, ministro de Educação de Getúlio Vargas, ao governador de Minas, que chegava ao palácio presidencial usando óculos escuros.

    Conjuntivite nos olhos.

    Despediram-se. Ao vê-lo, Getúlio lhe fez a mesma pergunta. A resposta:

    O médico, lá em Minas, disse que era conjuntivite nos olhos. Mas o Capanema, que quer ser mais sabido que os médicos, acaba de me dizer que é pleonasmo.

    A

    Abertura (inaugural)

    Abusar (demais)

    Acabamento (final)

    (Ainda) continua, se mantém

    Além...(também)

    Almirante (da Marinha)

    Alvo (certo)

    Amanhecer (o dia)

    Assessor direto (não existe indireto)

    A seu critério (pessoal)

    Avançar (pra frente)

    A razão é (porque)

    B

    Brigadeiro (da Aeronáutica)

    C

    Cale (a boca). Diga “cale-se”.

    Certeza (absoluta)

    Colaborar (com uma ajuda)

    Comparecer (pessoalmente)

    Com (absoluta) correção

    Como (por exemplo)

    Compartilhar (conosco)

    (Completamente) vazio

    Comprovadamente (certo)

    Consenso (geral)

    Continua a (permanecer)

    Continua (ainda)

    Conviver (junto) com

    Criar (novo)

    D

    (Demasiadamente) excessivo

    Descer (pra baixo)

    Destaque (excepcional)

    De sua (livre) escolha

    Detalhes (minuciosos)

    E

    Elo (de ligação)

    Em duas metades (iguais)

    Empréstimo (temporário)

    Encarar (de frente)

    Entrar (pra dentro)

    Epílogo (final)

    Erário (público)

    Escolha (opcional)

    Estrear (novo)

    Estrelas (do céu)

    Eu (particularmente)

    Exceder (em muito)

    Experiência (anterior)

    Exultar (de alegria)

    F

    Fato (real)

    Frequentar (constantemente)

    G

    Ganhar (grátis, de graça)

    Goteira (do teto)

    Gritar (alto)

    H

    Há … atrás

    Habitat (natural)

    I

    Individualidade (inigualável)

    J

    Já… mais (já não faz (mais) isso; não faz mais isso)

    Jantar de noite

    (Juntamente) com

    L

    Labaredas (de fogo)

    Lançar (novo)

    Luzes (acesas) — as lâmpadas é que estão acesas ou apagadas

    M

    Manter (a mesma)

    Medidas extremas (de último caso)

    Minha opinião (pessoal)

    Monopólio (exclusivo)

    Multidão (de pessoas)

    N

    Número (exato)

    O

    Obra-prima (principal)

    (Outra) alternativa

    P

    País (do mundo)

    Panorama (geral, amplo)

    Particularmente (do meu ponto de vista)

    Passatempo (passageiro)

    (Pequenos) detalhes

    Planejar (antecipadamente)

    Planos (para o futuro)

    Pode (possivelmente ocorrer)

    Pôr algo em seu (próprio) lugar

    Pôr algo em seu (respectivo) lugar

    Preconceito (intolerante)

    Prevenir (antes que aconteça)

    Propriedade (característica)

    R

    Relações bilaterais (entre dois países)

    Repetir (de novo): se for mais de uma vez

    Retroceder (pra trás)

    Retornar (de novo)

    S

    Sair (pra fora)

    Sentido (significativo)

    Seu (próprio)

    Sintomas (indicativos)

    Sorriso (nos lábios)

    Subir (pra cima)

    Sugiro (conjecturalmente)

    Superavit (positivo)

    Surpresa (inesperada)

    T

    (Terminantemente) proibido

    Todos foram unânimes (Todos indica unanimidade. É melhor: todos concordaram. A decisão foi unânime)

    (Totalmente) lotado

    U

    Última versão (definitiva)

    V

    Vandalismo (criminoso)

    Vereador (da cidade)

    Leitor pergunta

    Tenho a seguinte dúvida quanto à fonética de abreviaturas, particularmente a Epia (Estrada Parque Indústria e Abastecimento). Escuto pessoas e jornalistas dizendo Épia (como se tivesse acento agudo na letra e) e acho que deveria ser Epia (com a vogal fechada). Poderia me esclarecer ?

    Sônia Gadelha Dias, Brasília

    As siglas, Sônia, ganham vida própria, sem obedecer a regras fonéticas. Veja o caso de Sesi. Paroxítonas terminadas em i ganham acento (táxi). Mas Sesi não tem. É o caso de Epia. Não tem acento. Mas o povo a pronuncia como se tivesse. No caso, a voz do povo é a voz de Deus.

Blog dos Colunistas

Publicidade

Horóscopo

Leão
22/07 até 22/08
O dia representa dificuldades de interação...

Ver todos os signos

Publicidade